Tag Archives Trump

Apenas um texto Jerusalém não dá. A encrenca é complexa, milenar, sagrada e infernal. No entanto, vou vagar por um caminho simples. Não se iluda com a capa acima. As terras prometidas de Donald Trump estão em Israel apenas por vias indiretas.  Suas terras prometidas são os Estados Unidos Evangélicos e o resto de sua base política. Os evangélicos foram para a cama com o fornicador Donald essencialmente pelo seguro que ele representa em termos de indicações de juízes conservadores. Outro motivo supremo é Jerusalém. Com o reconhecimento formal de Jerusalém como capital de Israel (Deus prometeu a Terra Santa para os judeus e mais tarde eles vão se converter), Trump joga um osso para a base de cristãos evangélicos […]

O site Axios (excelente) conversou com um dos advogados do presidente Trump, John Dowd. E ele soltou um balão de ensaio altamente controvertido e arriscado como teoria de defesa nas investigações sobre eventual conluio entre a campanha eleitoral do seu cliente e os russos: um presidente não pode ser culpado de obstrução de justiça. Ora, um cidadão acima da lei? Talvez na Trumpland, ou seja, no universo alternativo. De acordo com Dowd, “é impossível o presidente obstruir a justiça” por ser o principal funcionário encarregado do cumprimento da lei sob o artigo III da Constituição e assim tem “todo o direito” de expressar sua visão sobre qualquer caso. Dowd foi o mesmo sujeito que, para a incredulidade geral, no fim […]

Ok, eu entendo que uns 37% dos americanos mantenham apoio a Donald Trump: são ressentidos com o que está (ou estava) aí, são tribalistas (prefiro o demônio a um democrata) ou serão beneficiados (ou acham que sim) pela política econômica de um cumpanheiro plutocrata travestido de populista. Mas, e os brasileiros que seguem o culto Trump? Existe obviamente alguma afinidade tribal: o Bolsonaro é metido a Trump tropical, logo…Muitos brasileiros foram genuinamente ludibriados pela lorota do presidente americano, embora pesquisas globais mostrem que em apenas dois países, a maioria dos cidadãos apoiem Trump: Rússia e Israel. E até entendo: Muita gente nestes dois países sentia azia por Obama e Trump faz contínuas juras de amor aos russos e israelenses. Mas, […]

Neste Dia de Ação de Graças, o que e quem devem ser o nosso foco? O mero debate já deixa muitos tensos nos EUA, pois é lenda urbana que a agenda das reuniões de família neste feriado tão americano descarta o papo político, pois vai dar pau. Na era Trump, nem se fala. Graças a ele, estamos mais tribais e exasperados. O so-called presidente por exemplo foi passar o feriadão na sua mansão na Flórida e aproveitou para novamente reclamar da falta de gratidão do pai de um dos três jogadores de basquete universitário que foram libertados na China, após serem presos por furto. O essencial não foi a libertação, mas quem a conseguiu. Trump quer ser reconhecido no seu […]

Sim, há exatamente um ano, o horror, o horror. Ele é um coração das trevas. Donald Trump chocou o mundo (e a si mesmo) ao derrotar Hillary Clinton em 8 de novembro de 2016  e ser eleito quadragésimo-quinto presidente dos EUA. O horror continua em muitas dimensões. Trump segue o seu próprio figurino e confirma ser incapaz de conferir dignidade ao cargo. Trump basicamente é líder de uma facção da sociedade americana, indisposto e incapaz de ser presidente de todos os cidadãos (a indisposição é mútua). Trump tenta surfar em alguns dados econômicos, que são essencialmente herança bendita de Barack Obama. No plano externo, ironicamente, não aprontou tanto como denotam seus tuítes infanto-juvenis. Existem as amarras da realidade e a […]

Donald Trump, de acordo com a primeira mulher, Ivana, não sabia sequer se comunicar com os filhos quando eles eram pequenos. Ele já deu várias mostras da sua inabilidade natural para lidar com crianças e com seres humanos em geral. Trump é um sujeito desagradável, com um humor que podemos definir como escroto. Para ele, no Halloween, nada de gostosuras, apenas as travessuras.

Escândalo? Que escândalo? A Casa Branca e o complexo industrial de propaganda a serviço de Trump minimizam o papel na campanha eleitoral dos três elementos já indiciados pelo promotor especial Robert Mueller, que investiga o possível conluio da campanha de Trump com os russos e eventuais ramificações de obstrução de justiça. Sarah Sanders, porta-voz da Casa Branca, obviamente ecoa o whataboutismo do chefe e revela que o verdadeiro escândalo foi o conluio da campanha de Hillary Cllinton com os russos. O que existe contra o pobre Donald é uma caça às bruxas (metáfora mais do que apropriada neste dia de Halloween). Sarah Sanders diz que existe “uma evidência clara” de que a campanha de Hillary esteve mancomunada com os russos […]

A brand de nacionalismo ácido de Donald Trump é corrosiva, com seus viscerais appeals xenofóbicos e demagógicos acenos do agarrador de vagina para a tradicional base evangélica do Partido Republicano. Bandeiras de luta como livre comércio e imigração são peças do museu republicano. Basta ver como conservadores ao velho estilo no Senado se vergaram e não buscarão a reeleição (Bob Corker e Jeff Flake). São impotentes para clamar virtudes cívicas como integridade pessoal e decoro. Na expressão em inglês, flight, no fight. Flake, senador pelo Arizona, é verdade, alertou seus colegas republicanos que chegou o momento de dar um basta na “cumplicidade e acomodação ao inaceitável”. Falou isso fugindo da raia. Se ficasse, perderia as primárias no seu estado para […]

Donald Trump mente cinco vezes por dia (ok, figura de expressão, mas é por aí mesmo). Esta semana é a polêmica sobre o que e ele disse ou não disse para a família de um soldado americano morto em combate na África, se teria sido respeitoso ou não. Para Trump, o essencial é que a base acredite nele e que tenha sucesso na campanha para avacalhar a mídia tradicional. A meta: descrédito do jornalismo investigativo ou de opiniões contrárias a este governante de plantão. Missão sendo cumprida: pesquisa divulgada na quarta-feira revela que quase metade dos eleitores acham que a imprensa inventa histórias sobre Trump e seu governo. Nos dados Politico/Morning Consult, são 46% céticos sobre o nosso trabalho e […]

O 45 é bizarro, mas não é tão original como se imagina, como ele imagina. O 45 é o quadragésimo-quinto presidente dos EUA. Seu jogo é tática velha, mas costuma dar resultados. Donald Trump vai ao ataque, dando trombadas com as guerra culturais. A ideia é gerar divisões e distrações dos seus fracassos. A guerra cultural mais marcante do momento é o jogo da bandeira. Trump e seu vice Mike Pence se enrolam no patriotismo, acusando quem protesta de insultar a pátria. O caso flagrante: os jogadores de futebol americano, quase todos negros, que se ajoelham durante a execução do hino para protestar contra brutalidade policial, desigualdades sociais e racismo. Obviamente, eles não estão insultando a pátria, talvez o comandante-em-chefe […]

Close
SiteLock