Tag Archives China

Vivemos numa época desumana com esta liderança global. Donald Trump, Vladimir Putin e Xi Jinping são dirigentes transacionais, cínicos e amorais. Obviamente, o ditador chinês e o semiditador russo são muito piores do que o presidente americano. No entanto, eles se lixam para direitos humanos. Política é um mero comércio. Então, vamos aumentar o descomunal déficit chinês em direitos humanos. Liu Xiaobo, o mais importante dissidente no país e Prêmio Nobel da Paz, morreu na quinta-feira após uma batalha contra o câncer no fígado. O regime comunista que impediu que ele recebesse o Nobel na Noruega em 2010 (na cerimônia havia uma cadeira vazia) agora impediu que ele pudesse receber tratamento no exterior. Apenas permitiu que Xiaobo fosse transferido da […]

  A era Trump prenunciava uma grande jogada triangular. O novo presidente americano iria flertar com Vladimir Putin e esnobar Xi Jinping. Com menos de 100 dias de governo, os romances geopolíticos se mostram mais complexos. Sob suspeita e investigações em curso se sua campanha eleitoral agiu em conluio com os russos contra Hillary Clinton, além de enojado pela venenosa química entre Putin e o ditador sírio Bashar Assad, o presidente americano mantém uma certa distância de Moscou. Ele pessoalmente não tuíta insultos contra Putin, como faz com tanta gente, mas pessoal do alto escalão do seu governo expressa claramente a indignação com a parceria entre o czar russo e o ditador sírio. Trump até acena com um ataque militar […]

Conhecemos o lema de Donald Trump: America First, o país que ele agora preside em primeiro lugar. Alguns irão retrucar que o lema dele é Make America Great Again, mas não será possível tornar o país grande novamente com uma visão estreita, autocentrada e unilateral dos interesses americanos. Com o America First, Trump colocará os Estados Unidos na segunda posição. A China agradece e anuncia que está pronta para assumir o papel de liderança global. O anúncio foi feito em Pequim esta semana pela diplomacia chinesa. O ditador Xi Jinping se apresenta para ser o timoneiro global com a decisão de Trump de abdicar do papel de liderança americana. Isto, é claro, foi confirmado pelo próprio presidente com a canetada […]

Tivemos o horror do terror na França e a tentativa de golpe na Turquia. Em curso, temos o frenesi das eleições americanas, mas eu não posso terminar a semana sem falar de uma decisão na arena internacional que é complexa e distante do Brasil, mas que terá um impacto profundo na história e no jogo geopolítico global no século 21. Esta semana, um tribunal internacional em Haia adotou uma decisão que resultou em uma humilhação para a China, a superpotência emergente. Em um veredicto sem ambiguidade e unânime, o tribunal deu ganho de causa a um pequeno país, as Filipinas, repudiando as alegações chinesas sobre seus históricos direitos marítimos no Mar do Sul da China. O regime de Pequim reage […]

Da bárbara e reclusa ditadura comunista da Coreia do Norte, uma lição para os tios em qualquer parte do mundo: não confiem em sobrinhos com menos de 30 anos. Com a confirmação da execução do tio Jang SongThaek, o garotão-ditador Kim Jong-un aparentemente consolida o seu poder, depois de uma fase de transição em que o veterano parente funcionou como mentor. Ao que tudo indica, o garotão aprendeu com o regente do trono a “executar” o poder com a crueldade que se espera deste tipo de regime. Aprendizado rápido: na semana que vem, teremos o segundo aniversário da ascensão ao poder de Kim Jong-un, filho e neto de ditadores nesta bizarra dinastia comunista. Na expressão do “koreanólogo” Adam Cathcart, é […]

Vamos ser sinceros: uma longa agonia, mas Mandela foi a crônica da morte anunciada. Na mecânica habitual do jornalismo, o obituário estava pronto, sendo atualizado. Claro que meu obituário de Fidel Castro está mofando na gaveta digital. Aliás, poucas notícias no espetáculo midiático do memorial Mandela na terça-feira, no estádio de Soweto. O presidente sul-africano Jacob Zuma foi vaiado. E como estavam lindas a Charlize Teron e a primeira-ministra dinamarquesa Helle Thorning-Schmidt, a das fotos estilo selfie com o presidente Barack Obama. Claro, antes que eu me esqueça, há também a imagem do aperto de mão entre Obama e o ditador Raúl Castro, mas nada tão histórico que mereça um segundo parágrafo. De qualquer forma, os temas desta coluna não […]

As coisas estão mais agitadas nos ares e nos mares do Pacífico ocidental, em um jogo que pode trazer grandes riscos devido a erros de cálculo, conflitos acidentais e arroubos nacionalistas, envolvendo China, Japão, EUA e uma pilha de países menos poderosos como Coreia do Sul, Vietnã, Filipinas e Taiwan (Pequim considera este último uma província renegada). Existem várias disputas por águas territoriais e ilhas no Pacífico ocidental. A nova escalada de tensões teve origem na decisão chinesa de declarar uma zona de defesa de identificação aérea em torno de ilha desabitadas sob controle do Japão, mas disputadas pelos dois países, em uma área de abundantes recursos pesqueiros e muito potencial de petróleo e gás. Aviões militares americanos e japoneses […]

Natural que em um desastre natural como este tufão nas Filipinas, a intervenção humanitária americana seja imediata. Os EUA têm uma história de afinidade no país (inclusive de colonização) e uma tradição de assistência global nestas circunstâncias que é compatível com seus recursos militares e logísticos. Os marines desembarcaram nas Filipinas e navios, inclusive um porta-aviões, aportaram para a missão de assistência. Aviões americanos despejam suprimentos e não bombas. E no solo, bandeiras americanas não são queimadas e não se escutam os gritos de yankees, go home. Por que ocorreria isto? Na quarta-feira, aviões militares americanos puderam distribuir 25 toneladas de biscoitos para sobreviventes famintos na devastada cidade de Tacloban. Sem dúvida que esta assistência de emergência americana gera boa vontade […]

Um vexame a novela fiscal americana (novos capítulos no começo de 2014, graças ao acordo temporário entre democratas e republicanos). Não falta rincão no mundo onde não se passe sabão nos EUA. Como lembrou o New York Times, os americanos são vistos com uma mistura de medo e desolação devido ao espetáculo de disfunção de sua classe política e a repetição do filme clássico O Feitiço do Tempo, com Bill Murray. É a constante marcha, contramarcha e marcha para o precípicio. Além de medo e desolação, existe uma espécie de regozijo com a desgraça alheia: quem são estes americanos para darem lição de moral política e  bons modos econômicos ao mundo? Aqui, há semanas, eu bato na tecla do amadurecimento de […]

Até o momento, as colunas da semana foram devotadas ao triunfo de Angela Merkel nas eleições alemães e ao jogo sinuoso de perigos e oportunidades na crise iraniana. Vamos falar agora apenas de perigo: a Coreia do Norte. Bastante sombrio um relatório que acaba de ser divulgado pelo centro norte-americano de pesquisas e análises Rand. No alerta do autor Bruce Bennett, o colapso norte-coreano poderá ser repentino, ao estilo da Alemanha Oriental no final da Guerra Fria. E pior: este colapso poderá ser mais perigoso e desastroso do que aquele ocorrido com a Alemanha comunista, que foi absorvida pelo lado ocidental nos tempos do mentor de Angela Merkel, Helmul Khol. Bruce Bennett é taxativo. Ele vai mais na linha de […]

Close
SiteLock