Tag Archives Alemanha

São dias inglórios e tenebrosos para a Alemanha na véspera do Natal devido ao atentado de segunda-feira em Berlim. São as vítimas diretas e indiretas, como Angela Merkel. Sua política de portas abertas para os refugiados já estava fragilizada com a onda do terror islâmico que assolou a Europa nos últimos tempos. Agora, a primeira-ministra deve acelerar o seu recuo, embora a gente não saiba exatamente, pelo menos quando publico este texto, quem praticou a barbaridade em Berlim. Muito se fala que com a ascensão de Donald Trump, Angela Merkel tenha sido alçada contra sua vontade à condição de líder do mundo livre, ou seja, da ordem erguida após a Segunda Guerra Mundial. Trump será a figura mais poderosa do […]

Iniciado na terça-feira a portas fechadas em Teerã, o julgamento com acusações que incluem “espionagem” do jornalista Jason Rezaian por si é inquietante. Correspondente do jornal The Washington Post no país e com dupla cidadania (americana e iraniana), Rezaian está preso há dez meses. Seu julgamento, conduzido em uma corte normalmente responsável por casos de segurança nacional, está sendo descrito como “vergonhoso” pelo Washington Post. Rezaian foi detido sem acusação formal e levado para a infame prisão de Evin (que já era masmorra nos tempos da ditadura do xá Reza Pahlevi, anterior à revolução islâmica). Por um bom tempo da detenção, o jornalista ficou na solitária e teve assistência médica negada. Agora, ele é acusado de passar informações a “governos hostis” […]

Os regimes que governam o Irã e Cuba são delinquentes e cometem gravíssimas violações dos direitos humanos, mas o prontuário não é motivo suficiente para impedir avanços nas relações dos EUA com ambos. Se fosse assim, como sabemos, Washington deveria virar as costas para uma penca de aliados. Vou destacar apenas Arábia Saudita, onde nesta semana foi decapitada uma empregada doméstica indonésia sentenciada à morte por homicídio. A delinquência política do Irã e de Cuba, no entanto, é o pretexto para os esforços de setores conservadores nos EUA para 1) tentar torpedear o acordo nuclear e 2) reverter a aproximação com Cuba. Nas frentes das duas batalhas estão Marco Rubio e Ted Cruz, dois senadores republicanos, de origem cubana e pretendentes […]

O que há em comum entre Hassan Rouhani e Raúl Castro? Os presidentes do Irã e Cuba estão no poder graças às bençãos de líderes supremos, os barbudos aiatolás Khomeini e Fidel Castro. Agora, ambos estão na linha de frente na política de aproximação de seus países com os EUA, um processo mais frágil no caso iraniano devido à complexidade e às incertezas do acordo nuclear. Para Rouhani, é um momento de alívio, pois há uma semana foi acertado o esboço de acordo na Suíça (negociações penosas adiante, até junho). Para Castro, será um momento de triunfo, com as imagens de sua presença na Cúpula das Américas, na Cidade do Panamá (a partir de sexta-feira), onde também estará Barack Obama, assim simbolizando […]

Esta segunda-feira é dia de triangulações. Eu abri a semana com um texto sobre a triangulação Washington-Havana-Teerã. O espaço vespertino é de Eurípedes Alcântara, diretor de redação de VEJA, sobre a conexão Irã-Venezuela-Argentina. Boa leitura. *** Eurípedes Alcântara Apesar das diferenças culturais e das vertentes históricas nem sempre coincidentes, os países da nossa América do Sul tendem a mover-se coordenadamente em política. O caudilhismo, a mímica do fascismo europeu, as turbulentas experiências democráticas do pós-guerra, os regimes militares durante a Guerra Fria e, agora, o populismo “dependendista”– em que, idealmente, o nascimento, vida e morte de empresas, e quem sabe, de pessoas — depende unicamente da vontade do Estado. Movemo-nos em nossos países acompanhando o eixo pendular de forças tectônicas […]

Do legado em política externa, Barack Obama já pode colocar na coluna de ganhos, uma conquista modesta em termos de importância estratégica, embora carregada de simbolismo: a restauração dos laços diplomáticos dos EUA com Cuba. Um avanço bem mais significativo é a busca de um acordo nuclear abrangente com o Irã, cujo esboço foi acertado na semana passada. São dois países que têm uma tradição de ódio visceral dos americanos, os malditos imperialistas ianques, o Grande Satã. A aliança de Cuba com o Irã dos iatolás remonta à revolução islâmica de 1979. Fidel Castro foi um dos primeiros chefes de estado a reconhecer o novo regime implantado pelo aiatolá Khomeini, insistindo que não havia “contradição entre revolução e religião”. Khomeini […]

É preocupante para Barack Obama quando o New York Times, o mais importante jornal dos EUA e simpático ao governo democrata, sinaliza que o presidente está indo longe demais na sua trombada de egos com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu. A sinalização está no texto mais destacado da primeira página do jornal na sua edição impressa de quarta-feira (um material analítico e não informativo), em que analistas israelenses nada simpáticos ao primeiro-ministro, que há uma semana foi vitorioso nas eleições, se dizem surpreendidos com o tom agressivo da Casa Branca, que contribuiu para afundar as relações entre os dois aliados para o nível mais baixo em 25 anos. Os analistas israelenses dizem que as críticas do governo Obama (no contexto […]

Antes de tudo, eu quero saudar os sete senadores americanos da maioria republicana que não se juntaram a 47 partidários para torpedear a diplomacia do presidente democrata Barack Obama. Os 47 escreveram esta semana uma carta à “liderança iraniana”, explicando que o Senado tem o direito de vetar os tratados internacionais firmados pelo presidente e lembrando que quando Obama deixar a Casa Branca em 2017 seu sucessor poderá revogar qualquer acordo sobre o programa nuclear iraniano. Em suma, os senadores republicanos deram um toque no aiatolá Khamenei para não confiar no presidente Obama. Para ser didático, o Executivo precisa do consentimento do Senado para ratificar um tratado internacional. No entanto, a preferência da Casa Branca, sob qualquer partido, é o […]

Um dos meus gurus, Walter Russell Mead, observa que para os sauditas o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu  estava certo ao alertar no Congresso americano esta semana contra o acordo nuclear sendo negociado por poderes mundiais, a destacar os EUA, e o regime xiita do Irã. Mead é meu guru, embora seja muito conservador para o meu gosto e excessivamente crítico da política externa de Washington. No entanto, levo muito em consideração suas avaliações. Ele diz que o reino sunita cheio de petróleo hoje considera o regime de Teerã um rival mais ameaçador do que Israel e não esconde sua fúria com os rumos da política externa americana. Se existe uma aliança de conveniência entre os EUA e Irã, em particular no combate […]

Conhecemos as faces do regime xiita iraniano. A face suprema é a do aiatolá Khamenei. A mais afável é a do presidente Hassan Rouhani e agora começa a sair das sombras a de Qasem Soleimani, um dos mais influentes espiões do mundo e chefe da tropa de elite da Guarda Revolucionária, a Força Quds, que exporta terroristas e segura a barra de países (Síria) e de milícias  amigas (Hezbollah e Hamas). Parece estranho Soleimani ter alta visibilidade, após tanto tempo de atuação nos bastidores e nos porões. No entanto, o cenário mudou devido à guerra civil na Síria, ao caos no Iêmen e ao avanço do terror do Estado Islâmico, que, como lembrou o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disputa com o […]

Close
SiteLock