Em uma penca de comentários na coluna em si, no Facebook e no Twitter, ao estilo Breitbart e suas vertentes tropicais (provavelmente Constantino + Olavã0), existe um tom apocalíptico de que uma invasão muçulmana está em curso na Europa e o povo é estuprado nas ruas por estes bárbaros maometanos. Tudo isso aos olhos da bundona Angela Merkel (que deve estar a mando de George Soros) e da União Europeia, uma entidade perigosa e maléfica, que pode transformar a boa e velha Europa do glorioso nacionalismo em um Gulag soviético. PS-  a propósito, mais de 300 muçulmanos foram chacinados na sexta-feira em uma mesquita no Sinai pelo terror islâmico.          

Tags:

Nestes tempos de incerteza, turbulência e marchas e contramarchas do populismo na Europa e EUA, sempre tivemos a âncora Merkel. No entanto, mesmo na sólida, previsível e meio entediante Alemanha, são tempos do “novo normal”. Como sabemos, a democrata-cristão Angela Merkel não triunfou nas eleições de setembro e empacou esta semana para formar uma coalizão de governo com partidos pequenos (os verdes e os liberais). Talvez nos próximos dias, seja possível espremer alguma acordo até com a social-democracia, relutante para ser novamente parceira júnior dos conservadores. Os dois partidões alemães perderam votos, o que permitiu a ascensão de partidos extremistas, em particular da direita, a Alternativa para a Alemanha, que começou com um projeto de euroceticismo e hoje se rendeu […]

Tags:

Ok, eu entendo que uns 37% dos americanos mantenham apoio a Donald Trump: são ressentidos com o que está (ou estava) aí, são tribalistas (prefiro o demônio a um democrata) ou serão beneficiados (ou acham que sim) pela política econômica de um cumpanheiro plutocrata travestido de populista. Mas, e os brasileiros que seguem o culto Trump? Existe obviamente alguma afinidade tribal: o Bolsonaro é metido a Trump tropical, logo…Muitos brasileiros foram genuinamente ludibriados pela lorota do presidente americano, embora pesquisas globais mostrem que em apenas dois países, a maioria dos cidadãos apoiem Trump: Rússia e Israel. E até entendo: Muita gente nestes dois países sentia azia por Obama e Trump faz contínuas juras de amor aos russos e israelenses. Mas, […]

Tags: ,

Neste Dia de Ação de Graças, o que e quem devem ser o nosso foco? O mero debate já deixa muitos tensos nos EUA, pois é lenda urbana que a agenda das reuniões de família neste feriado tão americano descarta o papo político, pois vai dar pau. Na era Trump, nem se fala. Graças a ele, estamos mais tribais e exasperados. O so-called presidente por exemplo foi passar o feriadão na sua mansão na Flórida e aproveitou para novamente reclamar da falta de gratidão do pai de um dos três jogadores de basquete universitário que foram libertados na China, após serem presos por furto. O essencial não foi a libertação, mas quem a conseguiu. Trump quer ser reconhecido no seu […]

Tags:

Aos 93 anos de idade e 37 de poder, Robert Mugabe foi longe demais, até para a velha guarda do seu regime decrépito. O déspota quis armar a sucessão para sua mulher (e ex-secretária) Grace, também conhecida como Gucci Grace ou DisGrace. Os militares finalmente enquadraram o arquétipo de ditador africano. Mugabe fez a transição de herói revolucionário contra o colonialismo e apartheid da Rodésia a tribuno do racismo negro e tirano gagá. Entre seus excessos, arrasar o país que já foi celeiro da África, corromper até a última raiz e gera a hiper hiper inflação, que chegou a 500 bilhões por cento em 2007. A extravagância de tentar dar o trono para Grace foi intolerável, realmente sem graça. Há […]

Tags:

Claro que exagerei na minha coluna de sábado com título bonitinho de O Chile Centrado Balança para a Direita. No primeiro turno da eleição presidencial no domingo, as coisas desgalharam um pouco, saindo do centro. A vitória do ex-presidente de centr0-direita, Sebastian Piñera aconteceu, mas seu desempenho foi abaixo das expectativas (37% dos votos, enquanto se estimava que alcançaria 44%). A disputa no segundo turno em 17 de dezembro agora promete ser mais acirrada entre Piñera e o candidato da continuidade de centro-esquerda, Alejandro Guillier, que obteve 22,5%. A surpresa foi o ótimo desempenho da esquerda exaltada da Frente Ampla com Beatriz Sánchez, moldada no estilo do Podemos espanhol e herdeira das manifestações estudantis de 2011. A sua coalizão chegou […]

Tags:

Por tradição, o Brasil dá no New York Times em conversa sobre índio, devastação ambiental e as idas e vindas da economia. Com mais frequência, destaque nos últimos tempos é a devastação na selva carioca, na mescla de corrupção, drogas e violência. Cidade maravilhosa emplacou toda a página 6 da edição de domingão com o título “Após trégua no Rio de Janeiro, um retorno sem misericórdia à violência”. A reportagem não estampa bunda de passista de escola de samba. Mas, lá está a garotada de costas, se protegendo, num exercício de preparação contra tiroteios em uma escola na favela da Maré. Esta reportagem dominical do New York Times sobre o Rio pode ser inserida na categoria de países exóticos. Se […]

Tags:

Veteranos da minha finada coluna na VEJA devem se lembrar que eu recorria com frequência ao uso da palavra chutzpah (do ídiche). É agir com cara de pau sem limite para a audácia, ao estilo do filho que assassina os país e no tribunal se faz de vítima, dizendo ser órfão. Chutzpah claro faz parte do jargão trumpês. O presidente agarrador de vagina mantém silêncio estratégico sobre o Bible Man, Roy Moore, o juiz do Alabama que concorre ao Senado pelo Partido Republicano, sob várias acusações de assédio sexual e até de pedofilia. Sem filtro e com chutzpah, no entanto, Trump foi à carga contra o senador democrata Al Franken, que admitiu um caso de assédio sexual e se desculpou. […]

Tags: ,

O Chile é um país certinho. Teve momentos muito radicais, turbulentos e atrozes na sua história recente (especialmente na era Allende e na ditadura Pinochet). No entanto, tornou-se um país maduro, de alternância democrática no poder. O ex-presidente conservador Sebastian Piñera está prestes a retornar ao poder. Não deve acontecer neste domingo, no primeiro turno da eleição, mas no segundo em dezembro. Esta eleição se configura como um referendo da gestão esquerdista de Michelle Bachelet. Ela desperdiçou seu capital político, com suas reformas muito ambiciosas, à esquerda, que assustaram o eleitorado e balançaram a economia. Houve também os escândalos de corrupção (o Chile é bem mais avançado que os hermanitos e irmãos latino-americanos, mas não é perfeito). Com suas ambições, […]

Tags:

****** Ao retornar de sua viagem à Asia, Donald Trump disse obviamente que fora, vira e vencera. Ele qualificou o giro de 12 dias como “histórico”. E desta vez, eu me curvo. Trump está correto. E agora a minha ressalva: viagem histórica, mas não na sua típica paródia triunfalista. Muito mais no sentido definido por David Ignatius, no Washington Post: a viagem “sinalizou a acomodação dos EUA ao crescente poder chinês, mais o desejo de aparar as arestas com a Rússia beligerante, com poucos ganhos evidentes de segurança para os EUA”. Ian Bremmer, o guru geopolítico da consultoria de risco Eurasia, segue linha semelhante. Ele escreveu aos clientes que a postura na Ásia costumava ser como se posicionar (ou como […]

Tags: ,

Close
SiteLock