Barack Obama que se cuide! Sabemos que no seu caminho de reeleição em 2012 existe um fortíssimo candidato de oposição: Mr. John Economy. Mas agora surgem outros candidatos de peso. Entre os republicanos, o mais conservador Rick Perry, governador do Texas, é o favorito da base do partido, que não morre de amores pelo ex-governador de Massachussetts, Mitt Romney. No jargão dos conservadores puristas e indignados, Romney não passa de um “Rino” (Republican in Name Only, republicano apenas da boca para fora). Na minha terra, isto se chama mentalidade de rinoceronte, uma maneira pesadona para fazer política, ausência de jogo de cintura. Mas os quatro debates já realizados até agora entre os republicanos mostram um Romney cada vez mais mais […]

Tags: , , , , ,

Paul Andrew Acquaviva, Grace Alegre-Cua, Sean Caton, Anthony Dionisio Jr., Brendan Dolan, Timothy J. Finnerty, Joseph Francis Holland III, Damian Meehan, David Robert Meyer, Richard Morgan, Daniel M. Van Laere. Como eu, as 11 pessoas acima citadas eram residentes de Glen Rock, minha casa, uma cidade-subúrbio de Nova York, no estado de Nova Jersey. Foram nossas 11 vítimas em 11 de setembro de 2001. Como eu, eram eles novaiorquinos em tempo parcial, um pé em Glen Rock, um pé em Nova York. Naquele dia, entre as quase três mil vítimas, morreram 679 residentes destas cidades e subúrbios de Nova Jersey. Não sei se eram boas ou más pessoas. Sei que que foram vítimas indefesas. Alguns destes moradores de Nova Jersey […]

Tags: , , , , ,

Há exatamente um ano, 11 de setembro de 2010, eu inaugurei meu trabalho em VEJA.com. Data solene e triste, mas estou muito feliz com esta oportunidade. O tema da primeira coluna, obviamente, foi aquele 11 de setembro. A data foi sugestão de Eurípedes Alcântara, diretor de redação de VEJA (sim, chefe pode ter ótimas idéias). Quero ficar muitos anos neste emprego. E o ritual será republicar, a cada 11 de setembro, a coluna de inauguração. Leia ou releia. *** Eu fui atacado em 11 de setembro de 2001 pelos homicidas de Osama Bin Laden. E você também. Além de derrubar aquelas torres horrendas do World Trade Center, em Manhattan, e matar muita gente, a ideia era destruir uma babel de […]

Tags: , , , , ,

O que aconteceu em 11 de setembro de 2001? Resposta simples e histórica: terroristas suicidas da rede Al Qaeda lançaram ataques nos EUA. Mas, como diz Christopher Hitchens, “é muito provável que aqueles que aceitam esta narrativa convencional são, pelo menos globalmente, a minoria”. Estamos, de fato, na era da desinformação, dos atentados às verdades mais elementares e da persistência das mais bizarras teorias conspiratórias, alimentadas na Internet. A descrença no convencional sobre o 11 de setembro nestes dez anos não foi lugar-comum apenas no mundo muçulmano. Logo após os ataques, ganharam vida em todas as partes as bizarrices sobre um complô do governo americano e dos judeus (sempre eles). Havia a história que quatro mil judeus tinham sido alertados […]

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

O décimo aniversário dos atentados de 11 de setembro de 2001 é uma data redonda, um maná dos céus para a imprensa. Existe, portanto, uma exuberância celebratória. Mas, como este aniversário acontece em um momento de fragilidade econômica e de crise de confiança na liderança ocidental, uma narrativa constante (com as metáforas inevitáveis) é vincular a derrubada das torres gêmeas do World Trade Center a um colapso econômico. Ironicamente, uma tese que esvazia um pouco o triste furor comemorativo é que a crise econômica terá mais impacto histórico do que os ataques terroristas do 11 de setembro. Basta ver um artigo na edição corrente de VEJA (um especial de 31 páginas sobre os 10 anos dos atentados, leitura obrigatória!), de […]

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Este negócio de ver o outro lado da questão traz o risco de objetividade protocolar ou falsas equivalências, mas eu preciso ir até a banda de lá na sequência do meu texto publicado inicialmente em 24 de agosto, desancando a esquerda que justifica tipos como Kadafi e Assad por estarem na linha de frente contra um tal de neocolonialismo e por resistirem à agressão ocidental e de Israel (claro que esqueci as aspas). Bem, conhecemos a pataquada. Hoje é dia do outro lado, de falar de uma direita (aqui tão simplificada como esquerda), que tem uma nostalgia do outono anterior à “primavera árabe”, aquele dos bons tempos de ditadores como o egípcio Hosni Mubarak. É a tal história da frase […]

Tags: , , , , , , ,

O mundo está cheio de problemas e eu estou meio obcecado com o futuro da Líbia e o destino do Muamar K/Q/G Adafi, mas não vivo no deserto do Saara e com todas as letras nos últimos dias meu foco era outro monstro, a Irene. Moro no subúrbio de Glen Rock, New Jersey, a 40 quilômetros de Times Square, e em alguns dias da semana trabalho em Tribeca, lá em Lower Manhattan, a algumas quadras daquele local atacado há dez anos por aquele outro monstro, o Osama bin Laden. Bem, Irene passou e escapamos do pior, mas não vou trivializar. Gente morreu, danos de grande monta aconteceram e a conta do estrago será de bilhões de dólares. Para milhões de […]

Tags: , , ,

Em relação à intervenção militar ocidental na Líbia (e eu destaco que se trata de uma intervenção humanitária), Talal Salman, o editor do jornal esquerdista libanês As-Safir, escreveu que “o retorno dos poderes coloniais vestidos de libertadores é mais perigoso do que qualquer um possa imaginar”. Ora, habib Talal, facílimo listar coisas bem mais perigosas, bem mais infames. Podemos começar por um dirigente que você, habib, trata com camaradagem, o presidente sírio Bashar Assad. Ele também tem recorrido a esta linguagem surrada que seu país (perdão, o seu regime) é vítima deste “novo imperialismo”. Assim, obviamente, Assad tenta remover a legitimidade de um movimento de resistência interna à sua ditadura, como se fosse um mero instrumento de potências ocidentais e […]

Tags: , , , , , , ,

Internet nos dá o leviano privilégio de comentar o jogo aos 43 minutos do segundo tempo. Então vamos lá para comentar o jogo da Líbia x Líbia. Existe o ponto óbvio que nunca deu para torcer por Kadafi e sua prole. Mas simplesmente não dá para ficar no meio-do-campo, apenas alertando contra os riscos representados pelo outro time, um pessoal com uniformes diversos (de ex-monarquistas a islamistas, passando pela gente boa que dá entrevista civilizada na BBC de Londres). E não podemos esquecer o bando de kadafistas que na última hora trocou de camisa. É com esta turma díspare e de uniformes remendados que aconteceu a marcha para Trípoli. São os vitoriosos do momento (aos 43 minutos do segundo tempo). […]

Tags: , , , , ,

Brasileiros e brasileiras, corrupção indigna e deve ser combatida sem tréguas, com os métodos e as faxinas apropriadas, sem tochas, sem vassouradas, sem janismo. Não é um consolo nacional que outro gigante entre os emergentes, a Índia, país igualmente democrático, seja ainda mais corrupta do que o Brasil no listão da Transparência Internacional. Na verdade, preocupa quando a indignação popular na Índia contra a corrupção seja um risco à estabilidade democrática e a confusão corrente deixe ainda mais escancaradas a incompetência e complacência do governo liderado por Manmohan Singh. O risco está encarnado em Anna Hazare, um cruzado contra a corrrupção, metido a Gandhi (não a dinastia sinônimo de governo na Índia, mas o pai reverenciado da pátria), com suas […]

Tags: , , ,

Close
SiteLock