Como eu estou indo para a briga contra David Mamet, diretor do filme Cinturão Vermelho, melhor estar protegido por Christopher Hitchens, outro mestre do jiu-jitsu verbal. O premiado autor, dramaturgo, roteirista, diretor e produtor Mamet acaba de publicar uma coleção de ensaios, na qual pontifica sobre sua conversão de liberal exacerbado em conservador exacerbado. Que arenga deste afiado artíficie das letras. O nome da peroração é Secret Knowledge (Conhecimento Secreto, editora Sentinel). E, como diz o meu protetor Hitchens, numa resenha no New York Times, trata-se de um “livro extraordinariamente irritante”, escrito por uma daquelas pessoas que, acreditando ter perdido a fé, acredita ter encontrado a razão. Nenhuma indignação em si com a conversão de Mamet, que ja fora anunciada […]

Tags: ,

A defesa dos direitos humanos é uma razão de ser desta coluna. Momento de lembrar gigantes. No sábado morreu, em Boston, Yelena Bonner, aos 88 anos, mulher de outro gigante, o marido Andrei Sakharov (1921-89), um dos pais da bomba de hidrogênio soviética e mais tarde Prêmio Nobel da Paz. Que dupla! O apartamento do casal em Moscou (antes e depois do exílio em Gorki) era o quartel-general do movimento dissidente que combatia o monstro socialista soviético. Yelena Bonner não era meramente a mulher de um dissidente lendário. Era metade de um time em ação. Mulher de incrível coragem, temperamento forte e talento organizacional, ela radicalizou Sakharov, que nas suas memórias escreveu que Yelena o tinha “ensinado a prestar mais […]

Tags: ,

O Partido da Justiça e Desenvolvimento, do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, triunfou nas eleições turcas em 12 de junho. Poderia ter sido pior. Erdogan, definido como líder de um movimento neoislâmico (moderno e moderado), não conseguiu a supermaioria de 2/3 das cadeiras no Parlamento. Tal resultado permitiria mudanças unilaterais na Constituição para cimentar ainda mais o seu poder e abrir caminho para a criação de uma presidência forte, ao estilo francês. Na verdade, o projeto do neoislâmico Erdogan tem algo do neo-soviético Vladimir Putin, com o poder formal se ajustando aos seus ditames. A legitimidade política de Erdogan é indiscutível, mas triunfo eleitoral não é o mesmo que democracia, embora seu projeto seja saudado como um experimento em que o […]

Tags: , , , , , , ,

Marine Le Pen, a nova líder da Frente Nacional, o partido da extrema-direita francesa, não caiu do céu. A filha do ex-paraquedista Jean-Marie Le Pen, fundador da Frente Nacional, brota de um solo fértil, não apenas na França, mas na Europa. O ressurgimento e a aparição de partidos de extrema-direita refletem ansiedades, descontentamentos e frustrações generalizadas no continente com imigrantes (e “os outros”, em geral), a islamização, a europeização e a globalização nestes tempos de crise econômica e também de identidade sobre o próprio projeto de integração continental. Acontece na Holanda, Áustria e naqueles paraísos nórdicos da Suécia, Finlândia e Dinamarca. A França, porém, é um país bem mais importante e repercute muito mais o avanço desta extrema-direita nacionalista e […]

Tags: , , ,

Cidadãos em qualquer parte do mundo agem de forma saudável quando tratam com ceticismo versões oficiais. Mesmo em democracias com imprensa ultravigilante, governos mentem ou douram a pílula. E existem ditaduras como a da Síria. Nestes casos, não devemos ser céticos. É artigo de fé questionar a versão oficial, denunciar a propaganda e desconstruir a desinformação. Síria, país da mentira. Na Líbia, ao menos jornalistas estrangeiros estão em Trípoli, capital do que sobrou do regime de Muamar Kadafi. Não podem circular livremente, mas podem trabalhar com nome e sobrenome. Eles têm condições de desmascarar a propaganda que fica cada vez mais tosca, como no caso do bebê de sete meses exibido pelos aspones do regime como vítima de bombardeios da […]

Tags: , , , , ,

Pobre Peru. O país foi colocado em uma encruzilhada infame ou, melhor dizendo, optou por este sendero nada luminoso: Keiko Fujimori ou Ollanta Humala? Ainda por cima tem este fenomenal doutor das letras, Mario Vargas Llosa, que consagrou a expressão: a eleição era uma escolha entre aids e câncer. Viulento na sua oposiçao ao clã Fujimori, Vargas Llosa foi acometido de humalite e aconselhou os peruanos a aceitarem o tumor como o mal menor. Agora é a pobre vitória de Vargas Llosa e dos peruanos, Mas as metáforas médicas estão consagradas. Humala jura que abandonou o chavismo. Seu novo modelo é o lulismo. Portanto, a escolha entre duas doenças. De novo, a necessidade de escolhas amargas. E não estamos diante […]

Tags: , , ,

Nas últimas semanas, vários politicos republicanos anunciaram a entrada, a não entrada e a saída da corrida das primárias presidenciais no ano que vem. Os anúncios devem continuar ao longo dos próximos dias. Mas nenhuma destas notícias tem o impacto da não notícia que é a reaparição de Sarah Palin. Sei, sei, claro que é notícia tudo o que faz a ex-candidata a vice-presidente e ex-governadora do Alaska, mesmo quando não faz nada. Existe esta simbiose entre a mídia e Sarah Palin, nós e ela. Afinal, o que Sarah Palin está não fazendo? Com sua família, ela embarcou numa road trip de ônibus por lugares históricos dos EUA. No domingo, no feriadão do Memorial Day que é o início não […]

Tags: , , ,

Existem alguns limites para a impunidade ou a desenvoltura de ditadores e seus apaniguados para massacrar o seu próprio povo. Em nome da intervenção humanitária, Muamar Kadafi está sendo espremido e crescem as indicações de que este tirano líbio realmente irá virar suco. O método de países ocidentais (através da Otan e com um mandato da ONU interpretado de forma elástica) para despachar Kadafi cria algum desconforto, pois no final das contas impedir o massacre cometido por um governo significa tomar partido em uma facção em uma guerra civil (a difusa entidade rebelde sediada em Bengazi). Nenhum desconforto gera um capítulo histórico no conflito dos Balcãs, que é a prisão de Ratko Mladic, o ex-general sérvio indiciado pelo Tribunal Penal […]

Tags: , , ,

Por que simplesmente não dizer que um charuto pode ser apenas um charuto no fálico escândalo Dominique Strauss-Kahn (DSK)? Com isto, eu quero dizer que o velho e nem sempre bom feminismo está correto desta vez. O francês é um porco (mas não chauvinista). E não só ele. O DSK, o austro-americano Arnold Schwarzenegger e um bando de homens, alguns barrigudos, outros musculosos, mas todos poderosos. Está lá na capa da revista Time: Sexo. Mentiras. Arrogância. A conversa aqui é mais sociológica (esqueça o Freud dos charutos). Tampouco vou adentrar na celeuma judicial específica sobre as alegações de tentativa de estupro da parte de DSK. E sou avesso a banalidades lombrosianas (do gênero olha-a-cara-de-tarado-do-DSK). Como em coluna da semana passada, […]

Tags: , , , , , , ,

Não demorou muito. Um punhado de dias após a execução no Paquistão de Osama Bin Laden por forças especiais americanas (um trunfo para o seu governo), alguns voltaram a insistir no nome do meio do presidente americano. Ele é um “hussein”, no fundo não é lá muito pró-americano, é antiIsrael e muito mais preocupado em paparicar o mundo árabe-islâmico. Mas Barack Obama continua sendo Barack Obama, um político-orador encantado com suas próprias palavras. Na semana passada, ele fez um discurso sobre o Oriente Médio. que acabou criando comoção, embora não tenha dito nada de muito original. É verdade que Obama foi explícito ao dizer que um acordo de paz entre Israel e os palestinos será baseado nas linhas fronteiriças anteriores […]

Tags: , , , , ,

Close
SiteLock