Com Silvio Berlusconi, são tantos spreads, como entre o custo para a Itália fazer empréstimos e o alívio que será a partida do primeiro-minstro do poder. São as diferenças entre as taxas de juros pagas pelo títulos da dívida italiana e a alemã. São os spreads entre sua percepção da realidade e a realidade (não há crise séria, diz Berlusconi, afinal os restaurantes estão cheios), são as diferenças entre sua idade (75 anos) e as meninas da corte, são os spreads entre ele e a dignidade nacional. Existe a diferença entre a gravidade dos problemas e o ridículo de um político que dedilha no Facebook para garantir que os rumores da partida são sem fundamento (seria ainda pior tocar harpa, […]

Tags: ,

Talvez o avanço nuclear iraniano seja inevitável, podendo apenas ser atrasado com sabotagem, assassinato de cientistas e sanções internacionais. Talvez seja inevitável o Irã ter capacidade para manufaturar a bomba (se vai concretizar o feito é menos inevitável). O que não parece inevitável é um ataque israelense a curto prazo contra as instalações nucleares iranianas. Aliás, um ataque israelense talvez apenas adie este projeto nuclear e pode levar amplos setores domésticos que abominam a ditadura islâmica a cerrar fileiras com o regime face a um ataque externo. Uma conversa sensacionalista ganhou destaque nos últimos dias sobre um iminente ataque israelense. Sensação na véspera da divulgação de um relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que, de acordo com vazamentos […]

Tags: , , , , , , ,

Barack Obama é um político sortudo. Tem o azar da economia, mas o plantel de oponentes republicanos ajuda um presidente que deveria, pela lógica, perder as eleições de 2012. Sei, sei, novembro do ano que vem ainda está longe. Mas enquanto a eleição não chega, os republicanos vão se destroçando na sua guerra civil, vão se avacalhando. Batalhas partidárias intestinas são normais, mas esta confirma que estamos em um ano inusitado. Vamos começar, é claro, por Herman Cain. Este colunista errou. Foi camarada e escreveu sobre Cain em meados de outubro dizendo que ele não seria o sabor da semana, mas do mês. E já estamos em novembro. Cain tem espaço, não apenas por sua condicão insólita de liderar algumas […]

Tags: , , ,

Europa é um mito. Conhecemos a lenda grega. Princesa linda, Europa foi raptada por Zeus, que apareceu na praia disfarçado de touro. Europa saiu lucrando do rapto e do logro. A lenda conta que Zeus fez dela a primeira rainha de Creta. Mas deixa para lá, não quero fazer estas metáforas com o drama nada sensual da Europa de hoje, a Europa da crua realidade e não da mitologia grega. Pensando melhor, vou continuar nas metáforas, culpa da Grécia. Esta semana vi uma sacada no site The Atlantic e daí peguei uma carona para minha historinha. Se a política econômica europeia fosse uma telenovela, e aparentemente, é, a Grécia seria uma mulher ardente, enganadora e irresponsável, numa relação de amor […]

Tags: , , ,

Apropriado que no dia de Finados o tema desta coluna seja a Grécia, berço da democracia e paiseco decadente, mas com potencial para enterrar o projeto europeu. No drama grego e europeu cabem aquelas palavras eruditas como hubris, pois em Bruxelas, Berlim, Paris e Atenas houve insolência e desejos desmedidos. Agora é hora dos deuses tecnocráticos imporem o castigo, o diktat, com pesados pacotes de austeridade. Os gregos se vingam fazendo mais confusão. Podemos ser até camaradas com o trágico e patético primeiro-minstro George Papandreou, que, depois de tudo acertado com a cúpula europeia para mais um pacote de resgate da Grécia, decidiu para a surpresa global que era precisa consultar o povo num referendo de terminologia incerta e sem […]

Tags: , , , , ,

Difícil dialogar com ditadores, sem falar desalojá-los do poder. Eles têm sua própria lógica, suas próprias mentiras, suas próprias verdades, sua novilíngua orwelliana. Temos, por exemplo, o sírio Bashar Assad. Até a Liga Árabe pressiona o regime de Damasco a iniciar um diálogo com a oposição. Mas em entrevista à televisão russa, Assad não apenas questionou a legitimidade do recém-formado Conselho Nacional Sírio (legítima é a sua ditadura), mas condicionou qualquer conversa ao fim da violência pela oposição. Na lógica orwelliana de Assad, sua guerra é a paz. A violência, na lógica dele, foi deflagrada pelos opositores e não por forças de segurança. Em pouco mais de seis meses, mais de três mil mortos. Como na Líbia, protestos inicialmente pacíficos […]

Tags: , , , , , , , , , , ,

Para os filhos intelectuais de Thomas Malthus e Paul Ehrlich nada mais assustador e sintomático que esta segunda-feira de Halloween, dia das bruxas, tenha a marca do bebê, do nascimento de um ser humano, que significa sete bilhões de habitantes no planetinha. E lá estão os alertas apocalípticos sobre superpopulação, guerra por recursos, fome, doenças e múltiplas mazelas. A revista National Geographic ressalta com consternação que “é difícill não ficar alarmado”, mas bem melhor seguir a linha de uma excelente revista brasileira chamada VEJA. Na reportagem especial da edição corrente com o título Sete Bilhões de Oportunidades, VEJA enfatiza que “o novo inquilino da Terra é emblemático de um mundo em que a espécie humana tem sido extremamente bem sucedida […]

Tags: , , , , , , , , ,

Caso ele não fosse maligno, cruel e fanático, o aiatolá supremo Ali Khamenei, no cargo vitalício desde 1989, seria apenas folclórico e engraçado com suas declarações bombásticas e bizarras. Na sua linguagem orwelliana, ele diz que a “primavera árabe” foi inspirada pela Revolução Islâmica de 1979. A lógica do aiatolá não vale para os protestos na Síria, aliado do Irã. Lá, na lógica de Khamenei, trata-se de uma conspiração tramada por imperialistas, ocidentais, sionistas e o resto da corja. A nova pataquada de Khamenei foi dar apoio aos manifestantes contra a ganância financeira nos EUA (o movimento Occupy Wall Street e similares). Para ele, o movimento, em última instância, vai derrubar o sistema capitalista e o Ocidente. Arengas à parte, […]

Tags: ,

Boas e más notícias sobre o viés político da imprensa americana. Boas e más, de acordo com a visão do cidadão. Vamos começar dando uma colher de chá aos conservadores, para a Sarah Palin e ao Tea Party, que tanto reclamam da parcialidade liberal da imprensa. Um estudo amplo mostra o seguinte: após endossar os candidatos presidenciais republicanos de forma maciça nos anos 70 e 80, os jornais diários deram uma guinada nos últimos 20 anos, concedendo apoio aos candidatos democratas. Vamos ficar com o tal do queridinho, Barack Obama. Dos últimos cinco ciclos eleitorais, ele teve o endosso mais significativo – 64% dos editoriais. Ainda abaixo da benção que republicanos recebiam. Em 1972, Richard Nixon obteve 93%. Na sequência, […]

Tags: ,

Transição de ditadura para democracia (e muitas vezes de ditadura para ditadura) pode ser atabalhoada, exasperante, sangrenta, pacífica, alternando sangue e negociação. Pode ser tortuosa, com figuras trafegando e traficando influência entre os sistemas, como no Brasil. José Sarney foi homem da ditadura, foi homem da mineirice democrática de Tancredo Neves e é homem desta coisa que está aí. E temos aquele agreste na “primavera árabe”. Nenhuma das transições para alguma coisa tem sido pacífica e está cheio de Sarneys no processo. Temos graus de violência e graus de resistência de ditadores para não entregarem o ouro e o abacaxi. O que está acontecendo na Líbia é chocante nesta transição pós-Kadafi. Mas nunca podemos esquecer que a escalada de violência […]

Tags: , , , , ,

Close
SiteLock