Na quarta-feira, após os tiros contra o deputado republicano Steve Scalise e quatro pessoas perto de Washington, Peter Beinart escreveu um texto na revista The Atlantic sobre o “clima” político e de virulência verbal nos EUA. Há um fogo cruzado (metafórico com raras exceções) entre liberais e conservadores (esquerda e direita no jargão brasileiro); entre democratas e republicanos. James Hodgkinson, o atirador morto devido aos ferimentos recebidos após ser alvejado pela polícia, era um simpatizante de Bernie Sanders, o radical de esquerda que perdeu para Hillary Clinton, nas primárias democratas.  Ele desprezava Hillary, mas seu ódio mais intenso alvejava republicanos e o presidente Trump. Isto está patente nos seus posts nas redes sociais, que devem ser acrescidos a seu prontuário […]

Tags: ,

Na segunda-feira, eu tuitei sobre um texto que acabara de ler em O Globo. O assunto era a tentação autoritária e populista, com base em um estudo da London Business School, constatando que em tempos de crise e situações adversas as pessoas tendem a aumentar o apoio a figuras populistas e autoritárias, ao invés de pessoas respeitadas e de prestígio. Claro que de cara vem à mente o Mr. Trump, mas podemos girar o globo ou se embrenhar na floresta da história e encontrar figuras que correspondem ao perfil. O estudo da London Business School analisou três estudos anteriores, somando entrevistas com 140 mil pessoas de 69 países ao longo de duas décadas. No meu caso, eu destaquei o estudo […]

Tags: ,

Pobre Donald. Tudo o que ele quer é tuitar, jogar golfe, fazer a América grande novamente e trocar uns afagos com o Vladimir. E no meio do caminho, estão juízes que não são lá muito americanos, europeus mariquinhas, ambientalistas ainda mais mariquinhas, gente paranóica acusando o presidente de tudo quanto é tipo de conflito de interesses e até um ex-diretor do FBI, James Comey que tem a petulância de chamar Trump de mentiroso e tramar o caso por obstrução de justiça. Trump bravateia que esta disposto a depor sob juramento para desmascarar Comey. Outro que não larga do pé do Trump é o jornalista e escritor Timothy O’Brien. Educacional saber a sua história sobre as declarações juramentadas de Trump. O’Brien […]

Tags:

Hoje é feriadão no país do Vladimir. Dia Nacional da Rússia e milhares de russos resolveram patrioticamente ir às ruas de Moscou e de outras cidades protestar contra o estado de coisas, mobilizados por Alexei Navalny. Como Navalny, milhares de pessoas foram detidas por clamarem por um país independente, usando palavras de ordem como “Rússia sem Putin”, “abaixo o czar”. Há cem anos, o czar de fato foi abaixo.

Tags:

Na Grã-Bretanha, a primeira-ministra conservadora Theresa May prometeu força e estabilidade. Fracassou e a dúvida é quanto tempo ela aguenta no poder ou quando serão convocadas novas eleições após o fracasso de sua aposta de convocar os britânicos a votar na quinta-feira passada. O resultado é esta preservação por um fio dos conservadores no poder (graças ao apoio de um punhado de parlamentares de um pequeno partido da Irlanda do Norte). Que contraste com a França. No domingo, o centrista Emmanuel Macron conseguiu força e estabilidade já no primeiro turno das eleições parlamentares. As projeções são de que o seu partido, A República em Marcha, noviço como ele na arena eleitoral, saia do segundo turno no domingo que vem talvez […]

Tags: ,

Eu sempre busco o silver lining, o lado bom da vida, um motivo de esperança ou ao menos de consolo. Eu e a “torcida do Flamengo” achamos mais um: aquele 7 x 1 contra a Alemanha não foi o placar mais humilhante, mais vergonhoso, mais desalentador para o escrete canarinho. Teve agora o 4 x 3. Desta vez podemos culpar o juiz (juízes) pelo inominável. No entanto, só o juiz? Existe algo na essência do jogo brasileiro que permite este tipo de desempenho, de resultado, de roubalheira. Não basta apenas xingar o juiz. Existe algo de errado na nossa maneira de jogar e vamos ver se iremos apenas tocar a bola.

Tags:

O Oriente Médio em 2017 dá uma sensação de 1914, quando o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando em Sarajevo desembocou na Primeira Guerra Mundial. Não, não estou antevendo a Terceira Mundial, mas apenas constatando que a confluência de tensões, rivalidades e disputas pode levar a uma ampla conflagração regional, o que obviamente terá ramificações globais. Com seu improviso tático mesclado com ignorância e impulso, o presidente Trump cerrou fileiras com a Arábia Saudita e afilhados no seu conflito, não apenas com o pequeno Catar, mas incentivando o petroestado, guardião dos lugares sagrados de Meca e Medina, a afiar ainda mais as espadas na disputa com o xiita Irã. O Irã já alarmado com o abandono do engajamento limitado da era […]

Theresa May prometeu um mandato “forte e estável” para negociar o divórcio Brexit com a União Europeia. Ela sofreu uma humilhante derrota nas eleições parlamentares de quinta-feira, que convocou sem obrigação e agora se recusa a descer do poder. Vem aí um período de fraqueza e instabilidade. Os conservadores ficaram em primeiro lugar, mas sem maioria absoluta no Parlamento. May vai formar um governo de coalizão informal, com um pequeno partido da Irlanda do Norte, pró-Brexit e conservador, empenhado em fechar o flanco para que os trabalhistas não tentassem formar um governo de coalizão. As negociações sobre a saída britânica da União Europeia, aliás, estão mais incertas antes de começarem devido à instabilidade em Londres, com os trabalhistas do improvável […]

Tags:

  O aguardado depoimento de James Comey correu conforme as expectativas na quinta-feira. Bombástico, mas nada que levasse a uma explosão de Washington ou em particular do governo de Donald Trump. O ex-diretor do FBI comandou o palco no Senado um mês depois de sua demissão, Em geral, impassível, mas expressou emoção ao relembrar os ataques “difamatórios” de Trump ao FBI. Comey chamou o presidente de mentiroso (não estou chocado, chocado), mas não afirmou que houve um pedido direto para que sustasse a investigação sobre Mike Flynn, o ex-assessor de segurança nacional que está no coração das investigações sobre um possível conluio da campanha eleitoral de Trump com os russos. Ele disse que se sentiu “direcionado” para sustar a investigação. […]

Tags: ,

A era Trump é a era da hipérbole, mas não é exagero definir como histórico, na escala dos depoimentos da era Watergate, o testemunho público nesta quinta-feira no Congresso de James Comey, ex-diretor do FBI. Donald Trump demitiu Comey há um mês e falastrão como ninguém disse que foi por causa “daquela coisa russa”, ou seja, as investigações que o FBI e também comissões do Congresso realizam sobre interferência russa nas eleições do ano passado e possível conluio com a campanha do agora presidente. A questão chave nesta quinta-feira é até onde Comey irá configurar as atitudes de Trump em relação ao seu trabalho, ou seja, houve obstrução de justiça? É difícil imaginar que Comey possa ser tão explícito nas […]

Tags: ,

Close
SiteLock