E estamos de volta ao Paquistão, a esquina mais perigosa do mundo. Perspicácia de almanaque: país com 187 mihões de habitantes -95% são muçulmanos e 35% têm menos de 15 anos-, que faz fronteiras com a China, Índia, Irã e Afeganistão. Há setores que são virulentamente antiocidentais na população e fora do controle do governo. Mais um detalhe: o Paquistão tem um arsenal nuclear (como a vizinha e rival Índia), com um prontuário de exportar a tecnologia. E é uma esquina, portanto, também de atividades muito nebulosas. Claro que era “inconcebível” (na expresão de John Brennan, assessor de contraterrorismo da Casa Branca) que Osama bin Laden não tivesse uma rede de apoio no país. Afinal, sua “caverna” era uma casa […]

Tags: , , ,

Eu detestava Osama bin Laden. Quem mais? George W. Bush e Barack Obama. Até aí é fácil, é um bipartidarismo óbvio.A Irmandade Muçulmana detestava Osama bin Laden, renega o terrorismo da rede Al Qaeda. Muamar Kadafi denuncia sem cessar o terror da Al Qaeda e acusa os rebeldes líbios de estarem a serviço do grupo. Os terroristas do Hamas não querem saber desta gangue e seus filhotes. Aliás, nem patrocinadores do Hamas como o iraniano Mahmoud Ahmadinejad e o sírio Bashar Assad. Regimes autocratas no Oriente Médio, alguns despejados do poder como o de Hosni Mubarak, são aliados nesta dita guerra contra o terror da rede Al Qaeda. O governo do Paquistão, onde Osama bin Laden tinha santuário e finalmente […]

Tags: , , , , , , , ,

O dilema na Líbia é o seguinte: os rebeldes não têm condições imediatas de vencer, a curto prazo não haverá uma invasão ocidental e o cenário de um impasse militar prolongado é desolador, assim como a divisão do país. Na ansiedade para fazer alguma coisa a seu alcance para movimentar o jogo, a Otan recorre a bombardeios aéreos cada vez mais agressivos contra o centro nevrálgico de poder, no qual se misturam a família Kadafi e o regime. É uma tática arriscada que pode resultar em erros estratégicos cada vez mais graves. A expectativa com a tática é que leve a deserções no núcleo de poder ou a decapitações. O problema é quando um bombardeio, tem consequências trágicas tanto em […]

Tags: , , , , , , ,

Advertência ou boa notícia: além desta referência adiante, o texto não irá mencionar os termos Obama e Oriente Médio. Já entenderam, né? Vou tocar naquele assunto do momento. O mundo está cheio de pseudoeventos. O casamento Will and Kate é apenas mais um, embora um pouco excessivo. Nada, porém, de fazer diatribes. Este pessoal sabe organizar um show. Um pouco de distração não deve escandalizar. Por que não tratar o espetáculo com indiferença, sem hostilidade? Estou com o punhado de republicanos britânicos, mas não vou me insurgir pela causa antimonárquica. Estou aqui me curvando ao inevitável e tampouco quero ver as cabeças da realeza rolarem. Monarquia é uma idiossincrasia da briosa democracia em Britannia. E os súditos podem se dar […]

Tags: , , ,

Para quem acompanha as rebeliões na África do Norte e Oriente Médio desde o começo do ano, a cobertura de VEJA (papel e on-line) tem sido elucidativa, cética e alerta. Nada de deslumbramentos com a “primavera árabe”. A entrevista nas páginas amarelas desta semana com o historiador turco Soner Cagaptay, feita por Duda Teixeira, é simplesmente obrigatória, com a advertência de que a Turquia não é um modelo possível e desejável para a região de convivência entre valores democráticos e um partido islâmico no poder. Mas para não ficar autocentrado, é possível citar o colunista do jornal Washington Post, David Ignatius. Numa recente palestra na Universidade de Harvard, ele afirmou estar “dizendo o óbvio” ao observar: “A verdade histórica é […]

Tags: , , , , ,

Calma, pessoal, só queria chamar a atenção com este título. Não estou chamando Obama de gigante e muito menos, é claro, de Branca de Neve. Estou me referindo a uma fase de corrida eleitoral em que candidatos ainda não cresceram e deslancharam. E para mostrar ausência de partidarismo na minha historinha sobre os contornos da corrida eleitoral americana em 2012, começo lembrando que a consagração deste tipo de expressão aconteceu com os democratas em suas primárias antes das eleições gerais em 1988, quando se falava de “Gary Hart e os sete anões”. A bruxa malvada da imprensa revelou um escândalo sexual do senador Hart e ele caiu fora da corrida. Um dos anões, o hoje vice-presidente Joe Biden, também desistiu […]

Tags: , , ,

Esta coluna se propõe a discutir civilização, direitos humanos, geopolítica e outras picuinhas. Assim, é pertinente falar de Donald Trump. O assunto aparentemente não é muito sério, mas este novaiorquino que criou o personagem do bilionário de sucesso, empreendedor imobiliário, arquiteto de reality-shows da escola O Aprendiz, mestre da autopromoção e autor de best-sellers (horríveis, por sinal) diz que pensa seriamente em concorrer à presidência pelo Partido Republicano em 2012 contra o presidente democrata Barack Obama. Trump já flertou com a idéia no passado e não foi adiante. Assim é legítimo especular se está em jogo mais um espetáculo de um charlatão, que faz o que pode e muitas vezes o que não deve para promover a sua marca de […]

Tags: , , ,

Senhora presidente, Não estou aqui para falar dos seus cem primeiros dias de governo. Isto é mais conversa para Napoleão ou Franklin Roosevelt. Gostaria de falar sobre esta sua visita à China. A segunda economia mundial já é a principal parceira comercial do Brasil e principal investidora estrangeira no país. Mas não vou falar de questões cambiais ou da necessidade do Brasil exportar produtos agregados e não apenas minério. Vou, na verdade, agregar outra coisa. Tema frequente desta minha coluna é a situação de direitos humanos no mundo e a senhora bem sabe que a China tem uma ditadura de ferro (e eu dissera que não falaria de minério). Não estou fazendo uma cobrança boboca para que a senhore peite […]

Tags: , , , , ,

Gaza é um território ocupado. O ocupante pratica crimes contra a humanidade e aterroriza a população civil. Gaza está sob ocupação do Hamas, que transformou o território em um estado-terrorista desde a retirada unilateral de Israel em 2005. O Hamas tem, é verdade, legitimidade popular. É uma opção para muita gente viver sob um regime teocrático islâmico, que viola os direitos humanos. O Hamas usa civis como escudos e prática a política do martírio, explorando de forma cínica o sofrimento do povo em Gaza. Discordâncias a este projeto totalitário são brutalmente reprimidas. Existem também divergências dentro da cúpula dirigente. Alguns setores cogitam de uma trégua tática com Israel, enquanto outros, com o apoio de grupos islâmicos ainda mais radicais, não […]

Tags: , , ,

Em homenagem ao primeiro de abril, vamos contar algumas verdades, indo além de obviedades e piadinhas. Líderes políticos mentem, mas por que fazem isto? John Mearsheimer, professor da Universidade de Chicago, acaba de publicar um livro sobre o tema (Why Leaders Lie, Oxford University Press). Mearsheimer não está aí para devassar falcatruas e diatribes retóricas de políticos. ao estilo Kadafi ou ao nosso familiar nunca-na-história-deste-país. Ele restringe sua lorota à política internacional e tampouco está interesssado em falar da mentira para ganhos pessoais, Seu assunto é a mentira estratégica, para o bem da pátria. Mearsheimer é um utilitarista. Sendo tautológico, ele vê utilidade na mentira, em particular em segurança nacional, negando o absolutismo de Kant, para o qual sempre é […]

Tags: , , ,

Close
SiteLock