De novo: existe método na loucura. Kim Jong-un já desponta como o grande vencedor dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018. As imagens dos mísseis norte-coreanos são substituídas pela bandeira da unificação do sul e do norte. Os americanos ficam com cara de idiota, basta ver o vice Mike Pence. Não há muito a fazer, além de murchos protestos.

Kim Yo-jong, a irmã do pokemon atômico, ocupa o espaço político durante os jogos e convida o presidente sul-coreano a visitar Pyongyang. Tudo isso em meio aos alertas do governo Trump, sem um bom jogo diplomático e com planos atabalhoados de um ataque limitado contra a Coreia do Norte chamado de “nariz sangrento”. Por ora, o que sangra é o orgulho americano.

Para o presidente sul-coreano Moon é um grande dilema: se aceita o convite norte-coreano, irrita Trump. Se recusa, irrita o pokemon atômico, que nem sempre investe no método na loucura, mas meramente na loucura.

Não haverá unificação coreana nos termos do norte, mas o sul precisa arrastar como pode a encenação diplomática. Afinal seria o alvo na modalidade artilharia pesada caso os americanos lancem algum ataque contra o norte e aí seria desfechada a retaliação.

Sem dúvida, vitória de Kim Jong-un nestes jogos, ele que também detém o recorde olímpico de sadismo político.

Deixe um comentário

22 Comentários em "A vitória olímpica de Kim Jong-un"

avatar
Ordenar por:   novos | antigos
Guga
Visitante
Putin,Kim e Xi agradecem essas criticas interminaveis e insanas,aplaudem a divisão interna politica dos EUA,jogam com isso,rezam para um ´´vorta Obama vorta Hillary´´ to reset as relações,Irã adoraria ver Israel de joelhos. Quem esta transformando Kim num vencedor são os opositores do laranja. Virem a pagina,hillary perdeu,junto com Obama está… Leia mais >>
Carmem
Visitante

Não foi por falta de aviso..

Queiroz
Visitante
Esta crítica parte da perspectiva em que a Coreia do Sul apitasse alguma coisa nesse conflito. Há muito já saiu da esfera dos Coreanos. O Japão tem muito mais peso político nessa questão, e não gostaram muito de ver dois misseis balísticos sobrevoarem suas ilhas. Coreia do Sul, com o… Leia mais >>
Queiroz
Visitante
Complementando o raciocínio… Já saiu da esfera das Coreias a resolução dessa questão. A Coreia do Norte fustiga Coreia do Sul, Japão e EUA com total complacência da China. A China se acostumou com o discurso frouxo de Obama, e incentiva (por debaixo dos panos) Kim a manter esta postura… Leia mais >>
Rambo Vittar Arrombado Boneca
Visitante

Ui que mêda!! O Trump Crush vai botar Coréia, Russia e China de castigo.
Como os Americanos são machões, gizuiz!
Larga mão de ser lambe-botas Queiroz.
Vá trabalhar.

Queiroz
Visitante
Tenha vergonha de ter um nick desses. Não entendo o ânimo subjacente à personalidade de um troll… Vir a um forum de pessoas educadas e gentis, para proferir asneiras e anti-americanismo. Infelizmente, não posso trabalhar em pleno Carnaval. Por fim, esse nick é esdrúxulo, colega. Ele é ofensivo até com… Leia mais >>
Novocredo
Visitante

O Kim não é burro. Pode ser louco, mas não é idiota.

Robson La Luna di Cola
Visitante

“Será” que esta aproximação entre as duas Coreias tem a ver com as pressões secretas da China sobre o pokemon atômico? Não duvidem se tivermos na sequência transformações internas dentro da Coreia do Norte nas esferas políticas e econômicas.

Ramos
Visitante
A China, segundo informações que circula na imprensa, teria deslocado mais de trezentos mil soldados para a fronteira, medo de uma avalancha de refugiados e contaminação nuclear, caso ocorra ataque nuclear a CN. Logo, a pressão do Trump está dando certo, o gordinho atômico está tentando uma jogada de marketing… Leia mais >>
Marco
Visitante
Afinal qual é a questão principal? Se o problema é a rivalidade entre as duas Coreias, então basta o presidente sul-coreano Moon aceitar o convite e viajar para o Norte pra fazer as pazes com Kim Jong-un e os dois países começam a negociar um acordo de unificação entre eles… Leia mais >>
Robson La Luna di Cola
Visitante
Existe a questão política desta questão: a imagem do Kim Jong-un em seu país e no mundo é de um ditador macho alfa. Não poderá desistir do projeto dos mísseis nucleares sob pressão dos EUA. Terá que parecer que foi por decisão própria, alegando um namoro com a Coreia do… Leia mais >>
Marcio
Visitante

Se os EUAeoutros não se intrometerem, bem possivelmente os coreanos vão se entender.

Pedro Tenvia
Visitante
O presidente da Coreia do Sul, está se esforçando ao máximo para ser abandonado pelos norte americanos e posteriormente ser invadido pela Coreia do Norte. Sim é mais uma vitoria do Kim, o povo do sul que vai pagar o preço, e o imbecil do presidente da Coreia do Sul,… Leia mais >>
Otto Heinrich Wehmann
Visitante

Com certeza … e depois culpar Trump por tudo.

Novocredo
Visitante

Ele tem uma pistola atômica colocada na sua cabeça. Só tem duas alternativas. Reagir e correr o risco de ser dizimado ou negociar alguma forma de convivência.

Gabrielxxx
Visitante

É justamente o contrário, com o endurecimento de Trump com o regime, kim foi obrigado a maneirar o tom, buscando uma “pacificação” com o vizinho..

Novocredo
Visitante

Negativo. Kim já conquistou seu objetivo primário, que era capacidade de dissuasão. Agora quer ganhos econômicos, mas sem desistir do objetivo já alcançado. Está ganhando a guerra.

Nehemias
Visitante
Caio, Esse caso da Coréia me lembra aquela simulações da OTAN nos anos 80 que, se não me engano, indicavam que era grande o risco de perder a Guerra para os soviéticos, fosse ela feita de maneira tradicional. Por isso, a doutrina militar americana não limitava o uso de armas… Leia mais >>
Novocredo
Visitante

Colapsos de regimes de força são difíceis de prever. O regime da URSS parecia sólido até colapsar. Do mesmo modo o regime da Alemanha Oriental, do Xá do Irã, de Mubarak. Por outro lado regimes que eram dados como certos de cair: Assad, Maduro, entre outros, se mantém.

Nehemias
Visitante
Boa reflexão Assad escapou por dois motivos, tem bons padrinhos e porque vendeu bem para o ocidente a idéia de que ruim com ele, pior sem ele (o ISIS foi fundamental nisso). Já no caso do Maduro, falta pressão externa, ninguém realmente trabalhou para derrubar ele, e erros seguidos de… Leia mais >>
Marcio
Visitante

Nossa caio como você e implacável!.

José do Norte
Visitante

Friamente : a unificação é um ato de sabotagem à Coréia do Sul.

wpDiscuz
Close
SiteLock