Na última coluna, eu falei de movimentações instigantes no mundo árabe em torno de um declínio de religiosidade, em parte como válvula de escape para dirigentes autocratas. Então, vamos agora ao mundo “persa” xiita, enfronhado em uma disputa por hegemonia com os árabes sunitas no Oriente Médio.

Ali, a válvula de escape é o nacionalismo, numa movimentação instigante do regime teocrático. Quem acompanha meu trabalho há um tempão, sabe de minha convicção de que o Irã é um país sofisticado, com uma população que um dia irá se insurgir contra o nefasto regime teocrático. O dia parece distante. Esperanças de uma primavera persa foram literalmente massacradas em 2009 durante a fraudulenta reeleição de Mahmoud Ahmadinejad.

Períodos de apatia da população que não segue os ditames da teocracia oscilam com mobilização, como no voto de confiança em políticos ao menos mais pragmáticos como Hassan Rouhani.

No relato do New York Times, a mesma classe média urbana que foi às ruas contra o regime hoje está tomada por um fervor nacionalista. Entre as figuras mais populares do país estão o chefe da Guarda Revolucionária, Qassim Suleimani, o terrorista que está à frente do esforço militar iraniano no exterior para respaldar o genocida Basshar Assad, mas também combater o terror do Estado Islâmico.

Outra figura muito popular é o ex-ministro das Relações Exteriores, Mohammad Zarif, um dos arquitetos do acordo nuclear firmado pelo Irã com a comunidade internacional. E quais são os motores propulsores deste fervor nacionalista? Um é Donald Trump, empenhado em detonar o acordo nuclear e fechar o cerco em torno do Irã. O outro fator? O crescente conflito com a Arábia Saudita.

Trump e o beligerante príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, concretizaram o que frustrou o repressivo regime dos aiatolás por anos a fio: amplo apoio popular à visão da linha dura de que qualquer abertura é inútil diante da agressividade de Washington e Riad.

Nestas escolhas de Sofia (Irã ou Arábia Saudita), minhas preferências são claras, porém cômodas: populações que não sejam manipuladas pela demagogia nacionalista de príncipes sauditas ou aiatolás iranianos.

Deixe um comentário

52 Comentários em "Inimigos externos unem os iranianos"

avatar
Ordenar por:   novos | antigos
Otto Heinrich Wehmann
Visitante
Sobre as eleições de 2009 lembrei do comentário do MELHOR agente que a CIA teve no Oriente Média: In June 2009, Baer commented on the disputed election of Mahmoud Ahmadinejad as Iranian President and the protests that accompanied it. “For too many years now, the Western media have looked at… Leia mais >>
Otto Heinrich Wehmann
Visitante
Robson La Luna di Cola
Visitante

Arrivederci!!!!

Marcio
Visitante
Caio Ingovernável iraniano e’ um pis escroto que patrocina o terrorismo internacional. Não tem nenhuma intenção demorar, pelo contrário quer mais e mais poder. E quando tiverem os árabes sob seu domínio tentarão destruir Israel. Ou talvez até antes. E’ um país primitivo que enforca criminosos em guindastes no meio… Leia mais >>
Marcio
Visitante

Digo
“O Iran e um pais”

Novocredo
Visitante

Concordo. Os iranianos são nacionalistas. Trump é o inimigo externo perfeito para o regime. Os Teocratas Devem ter adorado a sua eleição.

Guga
Visitante

Com ou sem Trump,Irã enche o saco de Israel,Iraque,Siria,Arabia Saudita e me parece que ultimamente no Libano tambem.

Acho que foi Mattis ou Tillerson que disseram,onde se olha no OM encontra-se o dedo deles.

Na minha opinião,devem ser contidos sim.

José do Norte
Visitante

Guga,

Contidos ou reconhecidos como manda-chuvas locais?

Guga
Visitante

Contidos para manter o equilibrio,o que bagunçou tudo foi o Estado Islamico que mudou o foco da politica externa norte americana,mais o conflito sirio.

Otto Heinrich Wehmann
Visitante
Ai eu discordo: Síria e Irã são aliados desde a guerra Irã x Iraque ambos Xiitas. Líbano está na esfera de influência síria devido o apoio que do regime sírio ao Hezbollah. O fato de George Walker Bush ter derrubado Saddam, levou ao poder a maioria xiita e foi assim… Leia mais >>
Guga
Visitante

Concordo Otto.

Novocredo
Visitante
Sim. A intervenção americana no Iraque, e a saída mal planejada do mesmo, fortaleceram a posição do Irã. Mas não podemos deixar de reconhecer que os britânicos e americanos patrocinaram um golpe de estado, para favorecer a Anglo-Persian, fato este que não pode ser esquecido. Bem como os EUA ficaram… Leia mais >>
Guga
Visitante
Bem lembrado Novocredo,mas se formos buscar no passado justificativas a coisa vai longe. Acho que com Obama o Ira teve a oportunidade de demonstrar se teria capacidade de liderar um OM melhor e mais pacifico,pelo que estamos vendo não conseguiram. Continuaram batendo na mesma tecla anti Israel,anti sunitas,anti eua,pro assad,pro… Leia mais >>
Guga
Visitante
Então voce escolheu Israel,eheheheheh Caro Caio,o que os EUA ganharam com o acordo nuclear? O sentido do artigo nao esta invertido? Trump esta certo,Ira é a maior ameaça a estabilidade e aos interesses norte americanos,não são e nunca serão friendly,nem com Israel,nem com sauditas e nem com ninguem.Seu discurso contudente… Leia mais >>
Novocredo
Visitante

Não existe democracia no Irã. É uma república islâmica. Teocracia.

Guga
Visitante

Pois é.

Rubem
Visitante

Caio,
Bom dia. Irã x A. Saudita é tipo Negan x Negan. Isso que é.
Rubem

maisvalia
Visitante

Duas ultimas colunas muito boas e melancólicas sem a luz no fim do tunel. Pode ser até o farol do trem.

victor marques costa
Visitante

O Irã e seus inimigos ” Eternos ” , reais e imaginários .

José do Norte
Visitante
O Irã é um grande país e uma potência que foi saqueada no século XX. É herdeira real de milênios de existência, além de serem, também, uma etnia autoconsciente disso. Os demógrafos registram que a maior parte da população nasceu após a revolução de 1979, tendo tal como premissa, considero… Leia mais >>
victor marques costa
Visitante

O tema não fez muitos amigos externos hoje , nem os Xerxes internos partiram para a barbárie ideológica , ainda . . .
rssssss.

Robson La Luna di Cola
Visitante

Eu sou Felipe da Macedônia. O rei macho-alfa que impediu que os Persas (atual Irã) invadisse o Ocidente. Perto de Felipe, Trump é um cordeirinho manso. Precisamos de Felipe’s aos montes aqui no Ocidente.

Carmem
Visitante

Eu acho q vc bebeu demais hoje..

maisvalia
Visitante

Hoje?!?

Carmem
Visitante

hehehe

Robson La Luna di Cola
Visitante

Paz e amor, bicho! Viva a Nova Era!

victor marques costa
Visitante

Alto lá . O pinguço da coluna sou eu . . . rssssss .

Rubem
Visitante
Sugiro debate sobre detalhes da foto. Vcs viram o tênis cor de rosa da menina sentada na bateria anti-aérea? Só pode ser fake! Tênis rosa no Irã! Com certeza foi produzida em algum estúdio em Hollywood ou pela NASA. rsrsrsrs (brincadeirinha Caio) Rubem PS Quero uma bateria dessas na minha… Leia mais >>
Carmem
Visitante
Não acho q dá para botar o triunfo da linha-dura iraniano só nas costas do Trump, afinal ele herdou uma política desastrosa do Obama. A estratégia iraniana foi muito bem jogada. Entrou pelo Iraque na esteira da “retirada” de Obama e não teve o menor pudor de mergulhar de cabeça… Leia mais >>
Carmem
Visitante
Não acho q o Trump precise incentivar os sauditas, eles são rivais de longa data. Concordo de Bush abriu o caminho para o Irã no Iraque mas Obama entregou de bandeja, sem contar na Síria. Q política o Trump poderia adotar? Não tem como dar um chega prá lá no… Leia mais >>
Carmem
Visitante

Então vc concorda q o Trump não tem opções melhores …
Sou favorável a manter o acordo nuclear, o resto é um rolo sem solução a vista, abs, Caio

Carmem
Visitante

Concordo..

Carmem
Visitante

Well, quanto a extinção do acordo nuclear, para usar a expressão preferida do amigo Ivan, this ship has sailed… Os principais países q deram apoio as sanções no passado já avisaram q não estão interessados em adotá-las de novo. Se Trump roer a corda do acordo vai ficar sozinho nessa.

Guga
Visitante

Trump aproveita-se do acordo para pressionar o Irã.

victor marques costa
Visitante
a aliança Washington e Riad mais cimentada do que nunca – – – – – – – Como sabemos que essa aliança não é lastreada em ouro , e com os USA cada dia menos dependentes do ouro negro do OM , acho que tem muita areia e pouco cimento… Leia mais >>
Carmem
Visitante

Vitor, petróleo é o último problema dos americanos. Eles tem o fracking e uma abundância de exportadores nas américas, incluindo nosotros. A questão é de mercados e rotas comerciais.

victor marques costa
Visitante

petróleo é o último problema dos americanos
– – – – – –
Agora é .
Além do mercado e especiarias , Putin e Ping , avidos por ocupar espaços vazios .

Carmem
Visitante

Como se diz por aí, não existe vácuo em geopolítica

victor marques costa
Visitante

A natureza , cumps , repudia o vácuo , onde existe vazio , algo o ira ocupar .

Rubem
Visitante
Caio, e o Obama tinha outra saída? Ou se fortalecia o Irã e eles entravam na luta contra o ISIS ou ia ser pior. Fácil ser engenheiro de obra pronta. Mas a real é que aquilo é encalacrado, ninguém é confiável e os EUA já enfiaram os pés pelas mãos… Leia mais >>
Rubem
Visitante
Caio, sobre errar na mão eu concordo, mas acho que por a conta do terror só no colo do Obama é demais. Afinal o que os sauditas financiam de malucos não está no gibi. Aliás se for passar a régua, o extremismo sunita fez mais mortes e criou mais problemas… Leia mais >>
Carmem
Visitante

Rubem e sua proverbial dificuldade de compreensão hehehe
Talvez uma foto ajude…

Rubem
Visitante

Sou livre para pensar como quiser.

maisvalia
Visitante

Ainda bem que aqui não virou a Venezuela da Dilma, né?
Até uma anta peteba pode escrever a besteira que quiser, hehehe

Guga
Visitante

MV,ahahahahah

Rubem
Visitante
Ué Caio, diz que ele ter saído às pressas deu espaço pro terror. Sério? Isso aí é tostines. Foi a intervenção que fomentou o terror ou a não intervenção? Eu fico com a invasão desastrada do Bush. Vc pelo visto com a saída do Obama. Os EUA também já financiaram… Leia mais >>
José do Norte
Visitante

Carmem,

E quando o mercado iraniano se abrir para brasileiros? nossa: vai dar pra fazer muito dinheiro!

Carmem
Visitante

Dá para vender muito avião e carros

Robson La Luna di Cola
Visitante

Obama paz e amor mandava beijinhos para o planeta inteiro. Trump, o machão midiático, dá murros na mesa mas não faz nada. Putin fica quietinho, mas age:
“Putin vai ao Irã discutir Síria, programa nuclear e cooperação”
http://jornaldesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/mundo/noticia/2017/11/putin-vai-ao-ira-discutir-siria-programa-nuclear-e-cooperacao-9978617.html

Guga
Visitante

Muitos vão dizer que é culpa do laranja a aproximação do Ira com a Russia,eheheheheh

Robson La Luna di Cola
Visitante

Vai ter até gente que vai dizer que é culpa do PT! Culpa do Lula! Já os Teóricos da Conspiração, vão dizer que é culpa dos Illuminati!

Tuma.
Visitante

Ué Caio?
Hoje aqui esta um bom dia de debates sobre os temas pertinentes, quer palpitar sobre Irã? Espaço aberto, abs, Caio

wpDiscuz
Close
SiteLock