O presidente regional da Catalunha, Carlos Puigdemont, tem uma oportunidade histórica nesta terça-feira de reverter sua irresponsabilidade. Fará isso caso não ouse exagerar no teatro político e não proclame a independência catalã.

Algum gesto teatral será tolerável por razões políticas, como anunciar a intenção de proclamar a independência ou um referendo sobre o referendo. O desafio atabalhoado contra a Espanha foi longe demais.

E o governo de Madri tampouco ajudou com uma reação truculenta ao referendo ilegal e cheio de irregularidades de 1 de outubro. O resultado foi 90% a favor da independência, mas o comparecimento às urnas foi de apenas 43%.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro Mariano Rajoy endureceu o tom em um alerta para que as autoridades catalāes não atuem de forma unilateral na terça-feira. E na própria terça-feira veio o anúncio de que a polícia espanhola prenderá Puigdemont caso proclame a independência catalã.

A onda pró-independência obviamente não é fake news. Existe o clamor neste sentido por parte significativa dos 7,5 milhões e meio de catalães. Mas, o ruído desta mobilização foi parcialmente abafado pela gigantesca manifestação contra a independência realizada no domingo em Barcelona. Foi a vez da maioria silenciosa fazer barulho.

Ademais, a Europa se manifesta com crescente vigor contra este aventureirismo catalão e a mesma mensagem é expressada pelo dinâmico mundo empresarial catalão que começa a transferir a sede de empresas para fora da região. E mais na brincadeira, o que o Barça fará fora do campeonato espanhol?

Para mim uma das cenas mais maravilhosas na manifestação de domingo foi a exibição de uma tripla identidade, com bandeiras catalães, espanholas e europeias. Este é o presente e deve ser o futuro.

A Catalunha já tem uma autonomia reforçada e é ridículo fazer comparações entre a censurável truculência do governo de Mariano Rajoy com a ditadura franquista. E se for caso de negociar mais autonomia para impedir um divórcio amigável ou litigioso, que assim o seja.

E no caso extremo de uma independência, que apenas fará sentido com regras legais e robustas, como um apoio de pelo menos 60% do total de eleitores catalães, que assim o seja também,

No entanto, nada de perigosos acidentes neste momento da história espanhola e europeia. O país e o continente enfrentam desafios atrás de desafios. Quanto menos, melhor. Estão aí as lições do Brexit, a saída da Grã-Bretanha da União Europeia, com o seu alto custo para ambos os lados. Fora da União Europeia, a Grã-Bretanha será Little England.

Estes são os meus desejos para a Catalunha e a Espanha. Vamos ver os acontecimentos desta terça-feira em Barcelona. Como aprendi, é hora de seny, sensatez em catalão.

PS- no discurso feito ao Parlamento catalão, Puigdemont fez ginástica política. Assumiu o mandato para a independência, mas propôs deixá-la em suspenso, abrindo espaço para a negociação com o governo espanhol, com possível mediação internacional.

 

Deixe um comentário

28 Comentários em "Hora de responsabilidade na Catalunha (atualizado)"

avatar
Ordenar por:   novos | antigos
Guga
Visitante
Se fizerem um referendo oficial agora a Cataluna será um país.O movimento pela independencia é maior que pela dependencia. Se Carlos Magno proclamar a independencia nao celebrarei como fiz com o Brexit,são casos distintos como voce bem elucidou em outro artigo. GBR é uma das maiores economias do mundo e… Leia mais >>
Ivan
Visitante
Quase perfeito texto, Caio, hehe. A comparação adequada seria em relação ao referendum sobre a separação da Escócia e não em relação ao Brexit. De resto, concordo totalmente. Essa coisa de separatismo catalão é uma manobra de alguns espertos para ganharem poder e dinheiro. Sabe como é, ser um Primeiro… Leia mais >>
Ivan
Visitante
E para não dizerem que não falei de flores, uma publicação comuna chamada Caros Amigos publica em sua capa o título “50 anos sem Che: Uma homenagem” Em nome de mais de 300 pessoas assassinadas por este criminoso que ateou fogo na América Latina com sua política de exportar a… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Ótimo texto.
Esperemos o famoso bom senso.

Novocredo
Visitante

A truculência de Madri foi um tiro no pé.

victor marques costa
Visitante

Esse tal de Puigdemont é um Cata encrenca .

victor marques costa
Visitante

http://www.bbc.com/portuguese/internacional-41561722

Catalunha , Irlanda , ( Curdistão caso a parte ) , Sul do Brasil , São Paulo . . .

Carmem
Visitante

E dessa vez o Trump não deu opinião hehehe
Foi pro-Brexit, mas quando o Rajoy apareceu na Casa Branca dias atras disse que era contra a independência da Catalunha (acho que nao tem campo de golfe o hotel por lá), abs, Caio

victor marques costa
Visitante

Depois do Brexit , o Cataexit . rssss.

victor marques costa
Visitante

Catando na Unha seguidores para a coluna de hoje , mas o povo mais disposto a sair para o feriadão aqui . . . rsssss.

victor marques costa
Visitante

Catalunha Out . Resta combinar com os Espanhóis . . .

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/10/10/opinion/1507636762_251450.html

Guga
Visitante

Caramba,corajosos,apostava no uso do referendo para negociações.

Rajoy foi uma besta quadrada,deixasse rolar e empurrasse com a barriga depois.

Madrid vai enviar tropas?Como fica agora?

No MC voce acertou na mosca,Diogo errou.

victor marques costa
Visitante

https://www.oantagonista.com/brasil/maluf-condenado/

Catalunha livre e Maluf preso . . ?

Guga
Visitante
CNN: But many observers think that despite crumbling relations between officials in Barcelona and Madrid, the two sides will be able to negotiate a settlement that could leave Catalonia with more autonomy and increased control over its own finances. Não entenderam ainda que a Cataluna quer pular fora da moeda… Leia mais >>
Guga
Visitante

Ops,sonho das esquerdas.

maisvalia
Visitante

Teve aulas com o PSDB?

José do Norte
Visitante

Independência de Castela, catalaes? Só Portugal o fez!

Guga
Visitante

Pesadelo dos globalistas.Grandes bancos já ameaçaram sair da Cataluna.Se o Carlinhos decretar uma nova moeda,ai ai.

Guga
Visitante

Ops,grato pelo PS Caio,vão negociar.

Jorge Silva
Visitante
Eu tenho um mau pressentimento em relação à independência da Catalunha. O peso da dívida pública vai ser um dos pontos fracos dos catalãos, já que atualmente representa cerca de 35,2% de seu PIB, com uma dívida de 75,4 bilhões de euros (a maior do país, em termos absolutos). A… Leia mais >>
Guga
Visitante

35% é baixissima quando comparada.

Guga
Visitante

Ei Marcio,é o amor:

Paul Joseph Watson ✔@PrisonPlanet

Hillary Clinton finally condemns Weinstein.

“The behavior described by women cannot be tolerated.”

Unless your name is Bill Clinton.

Guga
Visitante

Que belo casal:

comment image
Coisa babaca, quer que eu publique fotos do Weinstein com todos os politicos, inclusive o Trump? Há agumas dos dois juntos, e o Trump agarrando com força cintura de mulheres, abs, Caio

Guga
Visitante

Do Clinton é babaquice né?
Qual é o ponto? Houve uma coluna sobre o assunto, Bill Clinton chamado de predador, como Trump e um montão de gente, falta de assunto trazer isso na coluna sobre Catalunha, abs, Caio

Guga
Visitante
Humor? ???Qual é a graça de uma foto do Harvey Weinstein com o Bill Clinton? O assunto por si é escabroso, entre nos sites da failing media, entre nos sites das fake news, tipo NYT e New Yorker e veja a cobertura arrasadora que estão fazendo deste cara, queria ver… Leia mais >>
Guga
Visitante

A graça é que ambos são predadores,nada assim tão profundo como voce descreveu,alem do que,era uma provocação para o Marcio.

Caio,eu sei quem é Trump,parte da imprensa nem nos deixa esquecer,a questão é se voce sabe quem foi Bill,Bush e Obama.

Abs

Guga
Visitante

Quis dizer com isso que as falhas de carater e erros das politicas dos antecessores são tratados com love,já as falhas de Trump são tratadas como III Guerra Mundial.Abs.

wpDiscuz
Close
SiteLock