O horizonte se descortina para Macron (votando ao lado da mulher Brigitte)

Na Grã-Bretanha, a primeira-ministra conservadora Theresa May prometeu força e estabilidade. Fracassou e a dúvida é quanto tempo ela aguenta no poder ou quando serão convocadas novas eleições após o fracasso de sua aposta de convocar os britânicos a votar na quinta-feira passada. O resultado é esta preservação por um fio dos conservadores no poder (graças ao apoio de um punhado de parlamentares de um pequeno partido da Irlanda do Norte).

Que contraste com a França. No domingo, o centrista Emmanuel Macron conseguiu força e estabilidade já no primeiro turno das eleições parlamentares. As projeções são de que o seu partido, A República em Marcha, noviço como ele na arena eleitoral, saia do segundo turno no domingo que vem talvez até com 3/4 das 577 cadeiras da Assembleia Nacional.

A previsão é a de que o partido centrista de Macron, que obteve 32% no primeiro turno, seduza mais eleitores no segundo turno do que partidos de esquerda e de direita. Os socialistas, que hoje controlam a Assembleia Nacional, foram especialmente destroçados pelos eleitores no primeiro turno.

Macron, eleito em maio, tem um mandato para empreender reformas dentro de casa e na Europa, enquanto Theresa May está sem um mandato firme para negociar a retirada da Grã-Bretanha da União Europeia, conforme era seu plano ao convocar sem obrigação as eleições de quinta-feira passada.

Os eleitores castigaram Theresa May e premiaram Emmanuel Macron. O presidente francês de 39 anos é a grande sensação política dos últimos tempos. Uma pena que a outra seja Donald Trump.

O triunfo de Macron mostra que na Europa os eleitores cerram fileiras com um político que assume uma clara mensagem pró-Europa, ao invés do populismo nacionalista à la Trump e de Marine Le Pen, derrotada de forma fragorosa pelo presidente centrista em maio.

Foram muitos sustos na Europa, mas as coisas estão um pouco mais assentadas. Em março, outro populista de direita avesso ao projeto europeu, o holandês Geert Wilders, não se saiu tão bem como se temia nas eleições parlamentares.

Na Alemanha, em setembro próximo, tudo sinaliza caminho aberto para a democrata-cristã Angela Merkel, obter o quarto mandato. E, de qualquer forma, os rivais social-democratas também estão firmemente ancorados no projeto europeu. De novo, uma pena que tudo esteja tão turbulento do outro lado do Atlântico Norte, com o suposto timoneiro Trump.

Macron quer revitalizar o projeto europeu (seu termo é refundar) através de mais compartilhamento de recursos na zona do euro, algo que nunca animou os alemães.

No entanto, Merkel sinaliza disposição de atuar em dobradinha com Macron, fazendo sacrifícios fiscais, em nome desta necessidade de aprofundar a integração europeia devido a ameaças internas como a mensagem populista e externas como o perigoso Vladimir Putin e o igualmente perigoso e ainda por cima caótico Donald Trump.

 

Deixe um comentário

51 Comentários em "A França e a Europa em marcha"

avatar
Ordenar por:   novos | antigos
maisvalia
Visitante
Ele ganhou, palmas para ele. É da sua tchurma, palmas para ele. Mas não é centrista coisa nenhuma. Até outro dia era ministro do socialista, partido grande que virou PSOL ou PT. Ele é esquerdista sim senhor! Meu caro, cuidado com sua leitura de alguns blogueiros brasileiros, sempre guiam a… Leia mais >>
Otto Heinrich Wehmann
Visitante
O que vai acontecer na França é o que vem acontecendo nos EUA e Inglaterra há 20 anos. A classe trabalhadora e a guerra de classes vai deixar de ser estratégia principal da esquerda e se tornar linha auxiliar, enquanto que Macron o novo Tony Blair/Bill Clinton vai criar vários… Leia mais >>
maisvalia
Visitante
Não tem blogueiro nenhum. Esta é minha opinião. Ok, então leia por sua conta o que se passa na França e veja a situação da direita tradicional, que por sinal esta representada no governo Macron pelo PRIMEIRO MINISTRO. A direita no final das contas vai aprovar a agenda sócio-econômica do… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Meu caro, o Luladrão seguia o receituario do Meirelles e nem por isso virou de centro. FHC também, pergunte a ele é de esquerda.

Rogerio P.
Visitante
Quer seja positivo ou negativo, uma folha em branco recém eleita para governar é o meio mais adequado para se desenhar o que desejamos politicamente. Por outro lado, a opção seria ler e ouviu tanto quanto possível, o máximo de intervenções já feitas pela pessoa eleita em questão, sendo sobretudo… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Os socialistas franceses tomaram uma varada histórica na eleição legislativa. Tiveram menos de 10% dos votos. O socialismo afunda no mundo.
Bob Jef

Celina
Visitante

Decida-se, o socialismo perdeu ou o socialismo ganhou com o Macron.

maisvalia
Visitante

Ele é socialista e ganhou, o partido perdeu e eu repliquei comentário do Roberto Jefferson.

Rubem
Visitante
Bom dia. Vc devia ter guardado a foto para hj, dia dos enamorados. Rubem PS E não é que o Jeremy quase desbancou a May? E vc que achava e escreveu que ele seria o fim do Partido Trabalhista…. Quem sabe na próxima eleição os britânicos não revogam o Brexit?… Leia mais >>
Rubem
Visitante
Caio, Qdo vc vai aceitar ou ao menos compreender que partidos de centro-esquerda tenham líderes de centro-esquerda? O grande erro da centro-esquerda foi justamente apostar nessa baboseira de 3a via. Rubem, Corbyn não é de centro esquerda, ele está à esquerda do Bernie Sanders, é um atrasado com propostas malucas… Leia mais >>
maisvalia
Visitante
Quando o bon garçon vai aprender que extrema esquerda não é de centro ou ler um pouco de Theodore, https://theodoredalrymple.wordpress.com/2017/06/10/16726/ “The Labour party offered them and others the beguiling vision of living perpetually at the expense of others.” Ia fazer bem a uma mente tosca e contaminada por esquerdismo chulé.… Leia mais >>
Rubem
Visitante

No caso quem está vivendo às custas dos outros é uma oligarquia financeira-rentista, não o povão. Seja no UK, nos EUA ou no Brasil.

Diretas Já
Visitante

Jamais vai ultrapassar as grossas paredes de proteção da mente dele e de outros.
Incapazes de enxergar que parasitas estão localizados em outra classe social.

Rubem
Visitante

A questão nem é convencer Vera, mas não deixar que mintam.
Rubem
PS A tal da May quer destruir o sistema de saúde britânico. Por isso que a molecada foi de Labour.

Diretas Já
Visitante

Rubem, dá uma olhada em quem a May vai se agarrar para se manter no poder…e depois me diga se voce acredita que o parlamentarismo oferece algum tipo de upgrade na política.
https://theintercept.com/2017/06/09/election-setback-theresa-may-clings-power-u-k-thanks-ulster-extremists/

maisvalia
Visitante

Quem mente aqui é você. Eu sou prova disso e nem desculpas pediu.

Ivan
Visitante
May quer destruir o que já está destruído? Eu te afirmo, por experiência própria e familiar, que o NHS não funciona. É um caso de polícia a negligência, a incompetência e a arrogância de seus médicos. Que , aliás, só atendem de 8 às 5 nos dias de semana e… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Deveria ter o botão de curtir.
Sensacional!
Agora os dois petistas da coluna farão cara de paisagem e em outro post voltam com as mesma tolices.
Vivem em um mundo paralelo, na propaganda Santana/PT.

Carmem
Visitante

Lembra o ótimo filme Invasões Bárbaras q faz o mesmo diagnóstico do sistema de saúde canadense.

maisvalia
Visitante

Lembra mesmo!!!

Gabrielxxx
Visitante
Vcs teriam alguma razão, se tivessem uma proposta que funcionasse… que os maiores beneficiados são meia dúzia, ninguém duvida. No entanto, o povao nunca viveu tão bem na história, a não ser sob o jugo dos tais parasitas, preciso lembrar alguém de que antes do advento capitalismo financeiro malvadao, na… Leia mais >>
Gabrielxxx
Visitante

O texto é direcionado à VL e ao Rubem.

Diretas Já
Visitante
“…Na semana passada, as estatísticas mostraram que nunca tantos britânicos precisaram da ajuda do governo para alimentação: cerca de um milhão de pessoas dependem dos vales, um aumento de 163% só no ano passado.” Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/um-reino-nada-unido-de-nobres-plebeus-12246943#ixzz4jndeKmSD stest ———— Eu quero grifar: NUNCA tantos britânicos precisaram da ajuda do governo… Leia mais >>
Gabrielxxx
Visitante
VL questões pontuais não mudam em nada o que eu disse, qual a alternativa ao status quo, o único que vem tentando algo fora da caixinha é o Trump? Me diga onde a tal terceira via, ou a esquerda hard mesmo, melhorou a situação da população no médio longo prazo.… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Essa noticia da grelo duro TEM MAIS DE TRES ANOS. A autora hj vive na China e é formada na PUC RIO. Acho q não preciso acrescentar mais nada.

Diretas Já
Visitante

Não seja grosseiro, cafajeste.
Devolvo no mesmo tom e voce não vai gostar.
A notícia tem mais de três anos, sim. É de se presumir, dados os resultados eleitorais que a situação hoje é pior. Vou provar. Não será difícil.

maisvalia
Visitante
Grosseiro, vulgar e cafajeste é defender o maior ladrão brasileiro e sua quadrilha. Como você não é burra, acho eu, é pior : é uma cumplice grelo duro. É assim que seu lider se refere as companheiras. De quem elogiou Mao, Hitler, e outros cafajestes , era ganso do Romeu… Leia mais >>
Gabrielxxx
Visitante
Acabei de ler que o número do desempregados nO UK é o menor em décadas, contudo, a renda continua estagnada… O problema é esse, apesar da abundância e vida boa a renda média parou de crescer No mundo todo, problema sistêmico, que não existia na era industrial… Mas isso, tem… Leia mais >>
Diretas Já
Visitante
Gabriel, o número de desempregados pode ser menor, mas a vida de parte deles está complicada por causa do modalidade de trabalho just in time. É perfeito para reduzir custos e aumentar lucros, mas a verdadeira desvalorização do trabalhador, que recebe por horas trabalhadas, apenas quando há necessidade, e dessa… Leia mais >>
Gabrielxxx
Visitante

Mais valia, obrigado pela informação cronológica do artigo…

maisvalia
Visitante
Só uma insana ou hipocrita petista para falar empobres. O PT nunca ajudou pobre nenhum, só os roubou, até os sonhos. Mas idiotas continuam acreditando nomaior ladrão do mundo- by Google, quedias atras devido a sua psicopatia disse que tinha acabado com as mendigas crianças e sem tetos. Só grelos… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Leia o artigo esquerdoso.
Esse não sai no Guardian,

Rubem
Visitante
Caio não vai acontecer. Assim como no início do século XX eu acho que o renascimento da esquerda se dará pelo mundo anglo-saxão e não na Europa continental. Sobre os dois, vc sabe que eu sou Bernie, mas não Jeremy. Porém nos nossos debates eu venho acertando. Você desdenhava do… Leia mais >>
Rubem
Visitante

Caio se já li o Freedland nunca me chamou especial atenção. Foco mais nas notícias que nos colunistas. No mais ando de fato ocupado. Depois do seu comentário é que fui pesquisar. Tks
Rubem
Really? Freedland é uma das mais premiadas e mais influentes vozes do jornalismo britânico, abs, Caio

Rubem
Visitante
Como disse Caio. ocupado. O em particular sobre a questão eu achei correto, assim como o editorial a respeito. Dei uma passada em outras duas colunistas e todas na mesma linha. Rubem PS Não é apenas o Freedland, vários colunistas do The Guardian caem de pau no Jeremy e como… Leia mais >>
maisvalia
Visitante

Anda ocupadinho bon garçon?
Já arrumou outra teta?

Rubem
Visitante
Correto sobre a falta de empenho dele no Brexit, porém isso não foi exclusividade dele. Vários no Labour agiram assim. Aliás a coisa no UK é surreal. Coisa de Tablóide. Imagina um lugar (Escócia) que tem um partido nacionalista de centro-esquerda (?!) (SNP) que é pela separação do UK e… Leia mais >>
Rubem
Visitante
Errado. Foi o establishment do partido democrata. Ela foi virtualmente imposta. Se o partido tivesse feito o dever de casa, se voltado às bases, talvez o Bernie nem tinha decolado, mas ia ter de ser alguém da base, não alguém DINO como ela. Deu no que deu. Rubem PS Reitero… Leia mais >>
Otto Heinrich Wehmann
Visitante

Resultado das eleições britânicas:
1- Grande vencedor: Jeremy Corbin /labor 2º Lugar: Theresa May;
2- Grande Perdedor: Nicola Sturgeon/Socialistas Escocês 2ºLugar: Theresa May.

Mais https://en.wikipedia.org/wiki/United_Kingdom_general_election,_2017#Results

Gabrielxxx
Visitante
Espere a daqui 4 anos, após as reformas serem implementação, com ordas de imigrantes chegando, e vc verá minguar a popularidade de Macron e os socialistas e a FN, talvez com um candidato melhor, voltarem à cena. Gente infinitamente mais qualificada já tentou mostrar aos franceses que o Estado do… Leia mais >>
Rogerio P.
Visitante
talvez nem precise esperar 4 anos pois prometeram-se reformas trabalhistas, previdenciárias, reequilíbrio fiscal, melhorias na economia com modernização da administração, isso tudo sem deixar de lado o tenebroso combate ao terrorismo. .. se eleger saindo do zero e virar queridinho internacional com apoio da grande mídia é relativamente muito mais… Leia mais >>
Guga
Visitante
Quem provocou o Brexit e a bagunça politica na Europa foram os alemães no impeto de falar por todos sem legitimidade para tal. ] Merkel abrira o cofre se Macron conseguir produzir reformas DOLOROSAS na França,veremos. May convocou eleições para ratificar e legitimar um parlamento que enfrentara as negociações.Como ela… Leia mais >>
victor m costa
Visitante

Merkel sinaliza disposição de atuar em dobradinha com Macron,
– – – – – – – – – – – – – – – – – –
Depois da sigla Siraque que representa o caos , que tal a sigla Mercron , que talvez seja a marcha da sensatez . . ?

Rogerio P.
Visitante

será que os EUA terão de libertar a França novamente das garras dos alemães ?

Anouk
Visitante
A Franca e a Europa em Marcha? Oula, c’est pas bon ça. * Quem é Aleixey Navalny? Formado na universdade de Yale (USA) como membro selecionado do “Greenberg World Fellows Program”, um programa criado em 2002 para o qual sao selecionados todo ano em escala mundial apenas 16 pessoas com… Leia mais >>
Anouk
Visitante

“Macron quer revitalizar o projeto europeu (seu termo é refundar) através de mais compartilhamento de recursos na zona do euro, algo que nunca animou os alemães.”
**
O projeto Macron está fadado ao fracasso.

Rogerio P.
Visitante

se compartilhar euros (dos Alemães) para revitalizar a Europa fosse fácil,
a esta altura os gregos não estariam passando por perrengues tão difíceis.

Carmem
Visitante
São ótimas essas notícias. Uma França forte pode pressionar a Alemanha a fazer algumas concessões necessárias. Enquanto isso parece q o ventos q sopraram o RU para fora da UE estão mudando de lado. Essa derrota da May foi um recado claro q ninguém quer um hard brexit. Ainda vão… Leia mais >>
Ramos
Visitante
Caio, pelo resultado das eleições, os franceses, apontaram que querem as reformas prevista. Será? Reduzir o Estado francês? Cortar benefícios? Grandes emoções serão esperadas. Meu caro, os maiores inimigos de reformas nas eleições eram os dois populistas e demagogos, o Melanchon e a Marine Le Pen, ela especialmente, por sua… Leia mais >>
José do Norte
Visitante

Uma dúvida: o En Marche é um Partido ou uma “marca”? É interessante como adquiriu adesão dos franceses. Tem muitos políticos da velha guarda?

Rogerio P.
Visitante

acho que é tipo um “chamado simbólico” da marselhesa (“marchons . marchons”)

wpDiscuz
Close
SiteLock