O voto na cabeça em Rouhani, por um Irã mais aberto e descoberto

Esta semana, Donald Trump caiu no Oriente Médio. Tivemos o terror islâmico em Manchester, mas o presidente americano descobriu na sua viagem que “mais de 95% das vítimas do terrorismo são muçulmanos”. Ele, portanto, descobriu algumas complexidades dos problemas. No entanto, reagiu com a habitual simplificação, tomando partido acintoso dos sunitas contra os xiitas.

Nenhuma surpresa que haja euforia no bloco sunita, arregimentado contra o Irã com seu aliado de ocasião, Israel. Mas, há inquietação, além de fúria, mesmo em alguns países supostamente aliados dos EUA, como o Iraque (de maioria xiita) e o Líbano, com seu perpétuo frágil equilíbrio entre cristãos, xiitas e sunitas.

Ali, no Líbano, o movimento Hezbollah é peça essencial no jogo de poder, assim como na guerra civil síria, atuando ao lado do regime de Bashar Assad, que é sustentado pelo Irã. Complexo, não?

No Iraque velho de guerra, americanos e iranianos seguram a barra do governo que tenta desalojar o terrorista Estado Islâmico de amplas parcelas do território do país. Complexo, não?

Na complexidade regional, o Irã de fato é exportador de terrorismo, conforme denunciou Trump em discurso feito em Riad no domingo. Ademais, é um regime com a meta de destruir Israel.  Mas, conforme denunciou o recém-eleito presidente iraniano Hassan Rouhani, 15 dos 19 terroristas responsáveis pelos ataques de 11 de setembro de 2001 eram sauditas.

Arábia Saudita e Irã insuflam violência sectária na sua disputa por hegemonia geopolítica, recorrendo sem cessar à religião como arma de combate. Gente secular e ativistas dos direitos humanos também estão desolados com a situação, diante da visão de mundo de Donald Trump, o presidente amoral,  transacional e nada sentimental.

Trump simplesmente ignora questões de governança e da responsabilidade que governos têm em relação aos seus cidadãos. Negligência e brutalidade embalam o extremismo.

A meta de Trump é isolar o Irã, revertendo o empenho do governo de Obama. No entanto, é uma fantasia perigosa diante do tamanho do país e do seu potencial para motivar a linha dura, já furiosa com a reeleição retumbante do pragmático presidente Hassan Rouhani no duelo contra Ebrahim Raisi, abençoado pelo aiatolá Khamenei, o líder supremo do país.

Seria legal que Trump descobrisse que na complexidade iraniana, cresce o espaço para que a sociedade seja mais aberta, com mulheres ousadas para descobrir cada vez mais a cabeça.

 O Irã, persa, xiita e com ambições nucleares meramente suspensas com o acordo internacional, é uma questão que une os árabes sunitas e Israel, mas é também o país que combate o Estado Islâmico, a obsessão de Donald Trump. Mais do que isso, embora seja oprimido por um tenebroso regime teocrático, como a Arábia Saudita, na sua sociedade há luz e esperança. Complexo, não?

Deixe um comentário

53 Comentários em "Guerra de milícias II"

avatar
Ordenar por:   novos | antigos
Otto Heinrich Wehmann
Visitante

Impossível isolar o Irã depois que Bush II derrubou Saddam Hussein criando o crescente xiita, Obama fez o acordo nuclear liberando fundos iranianos confiscados e Putin vendeu os mísseis S-300M:

http://www.reuters.com/article/us-russia-iran-missiles-idUSKCN12D0Z2

Assad está vencendo a guerra e o preço do Petróleo está subindo!

Marcio
Visitante

Bem complexo.
Mas o texto esta’ muito bom.
Gostaria de saber se voce considera o Hezbollah um grupo terrorista. Se sim, entao nao e’ necessario o eufemismo “o movimento Hezbollah “. Poderia chamar pelo que sao:
“o terrorista Hezbollah”
movimento terrorista, abs, Caio

Novocredo
Visitante

O Hezbollah é um movimento complexo, com várias facetas: terrorismo, assistência, guerrilha, partido político. Complexo, não?
boa sacada, abs, Caio

Diretas Já
Visitante

O Iêmen onde o Irã combate a Al Qaeda e onde os sunitas-sauditas e americanos combatem os xiitas.
Ontem, foi mencionado na seção de tuítes que o número de civis mortos por americanos no Iêmen é maior que o número de civis mortos por Assad na Síria.

Marcio
Visitante

Se foi mencionado na seção de tuítes deve então ser verdade! Twiteros sabem tudo!

Diretas Já
Visitante
Foi aqui na coluna, sob o título “Triste Proeza” de autoria do articulista. Não sei que comentaristas de política são esses que não se interessam por nada a não ser a própria opinião. Não era sobre Iemen, atribua a mim coisas com exatidão, era uma comparação entre bombardeios americanos na… Leia mais >>
Diretas Já
Visitante

Ok. Desculpe. Estava certa que se tratava do Iêmen porque ações americanas que atingem civis são noticiadas quase todos os dias.

maisvalia
Visitante

Querida peteba alucinada.
Agora quer gópi?
O PT assobiou e os cachorrinhos ou seria os burros do encantador de asnos correm atrás.
Fala que quer o Lulla de volta, assume querida.
Só pode ser velha, gorda e feia, hehehehe

maisvalia
Visitante

PETISTAS, Que tal fazer uma campanha por “DIRETAS JÁ” na VENEZUELA?!
comment image

Marcio
Visitante

Igualzinho ao narcotráfico. Pessoas de coração muito bom e de vez enquanto explodem e matam outros inocentes.
Onde está a complexidade? Não existe meio terrorista. Se você causa o terror você é terrorista.

Guga
Visitante

Marcio,o terrorista de Manchester era um pacato cidadão ingles,em comum com outros terroristas a religião e a origem dos seus pais que retornaram a Libia antes do ataque.

Ramos
Visitante

O pai dele é ligado a grupos extremistas. O Iran pretende criar um corredor de seu território até a fronteira de Israel, ainda bem que os israelenses não acreditam em coelhinho de páscoa. Devem manter Bibi, ou serão, explodidos.

Anouk
Visitante

“Complexo, não?”
*
Sim, cadê a análise.

maisvalia
Visitante

O falastrão deveria falar se lesse seu ótimo artigo:
OMG!

Anouk
Visitante
What has emerged since the crisis created for Russia with the USA February 2014 Ukraine coup d’etat, is a strategic cooperation between the three major powers–Iran, China and Russia, what Zbigniew Brzezinski described in his 1997 book, The Grand Chessboard, as the largest geopolitical challenge facing continued Sole Superpower supremacy… Leia mais >>
José do Norte
Visitante

Anouk, o Oriente volta ao estágio de riqueza de 500 anos atrás e o Ocidente afunda em um retorno de 500 anos atrás, o ocidente foi periferizado.

Guga
Visitante

O presidente amoral pelo menos lançou alguns foguetes contra o ataque quimico do Assad.

A politica de contenção das ambições iranianas está corretíssima.

Só o fato de ajudar Assad,manter um Hezbolah ambicionar um artefato nuclear já o colocam na lista negra de paises inimigos.

Venezuela tambem é uma democracia,segundo alguns.

José do Norte
Visitante
Guga, a meu ver talvez um ou dois brasileiros devem saber o que é o Irã e o que foi a Rev Islâmica. Deposito firme ceticismo em qualquer relato que não de 1a pessoa. Não dá pra depositar confiança em gente que não sabe onde fica Mashad, ou persépolis ou… Leia mais >>
Carmem
Visitante
Tem tb o Iêmen onde o Irã combate à Al Quaeda. Todos os grandes ataques atuais a cidades do ocidente tem como origem o extremismo sunita, q tb considera os xiitas infiéis. É um erro estratégico sob qq ponto de vista tentar sufocar o Irã. Tanto na guerra contra o… Leia mais >>
Carmem
Visitante

Para quem estiver interessado em um pouco mais de complexidade. Sobre o Iêmen
http://thehill.com/blogs/pundits-blog/foreign-policy/317783-how-trumps-raid-in-yemen-proves-hes-embraced-the-iran-hawks

Guga
Visitante
Não acho que querem sufocar o Irã,apenas conter a expansão e evitar a nuclearização para que retorne um certo equilibrio.Eles praticamente tomaram o Iraque e podem tambem ficar com a Siria para desgosto de sauditas e israelenses. No Iraque pos invasão os sunitas foram marginalizados pelos xiitas,contribuindo para a criação… Leia mais >>
José do Norte
Visitante

De verdade: cambadas islâmica, fiquem nas suas terras. Não venham para as nossas e se vierem, serão obrigados a seguir a NOSSA LEI. Chega de condescendência com esses animais.
Animal é você, Caio

Paulo Vitor
Visitante

O mesmo critério deve valer para ocidentais que vão morar no Mundo Islâmico, devem seguir as leis de lá ou então fiquem no Ocidente.

José do Norte
Visitante

Paulo víto, vão morar ou só passar uma temporada? Come-se porco em Riad? Toma-se cachaça da boa em Medina?

Luis
Visitante

Meu caro, não publico links sem a explicação do que sejam, abs, Caio

José do Norte
Visitante

Sou mesmo, Caio. Mas sou ‘nosso’ animal, não deles.

Mr. Trump, e NSA que no lê, dêem o comando, como faz a política israelense: para cada um de nós abatido, 50 deles no chão. Aprenderão. E rápido.

Anouk
Visitante

Arábia Saudita – nao o Iran – é o maior patrocinador estatal do terrorismo no mundo. O wahhabismo está no centro do fundamentalismo e do radicalismo islâmico. O Estado islâmico e a Al-Qaeda têm suas raízes nesta seita, cuja origem remete à formacao da Arábia Saudita.

Novocredo
Visitante
Céus. Como pode alguém pensar assim. Muitos dos muçulmanos que hoje vivem especialmente na França e Reino Unido o fazem pois seus países fizeram parte de Impérios Coloniais, onde os habitantes originários eram tratados como animais. O grau de recentimento destas populações colabora para o terrorismo atual. Embora eu seja… Leia mais >>
José do Norte
Visitante
Sem interjeições, velho Novocredo! Não tenho dó de malditos assassinos terroristas. Entre as formas de encarar o mundo hoje está a dos bempensantes: fotos de uma judia e um mussulmano ‘orando’ juntos pedindo paz. Que patético. Portugal e Espanha souberam o que fazer com esses ‘coitados’. Será por acaso que… Leia mais >>
Rogerio P.
Visitante
Me corrija(m) se eu estiver errado: … A diferença entre sunitas e xiitas, é que o primeiro foi cooptado pelo poderio econômico do ocidente, e de forma “Não Muito Transparente”, faz o jogo do bem e do mal (a vulgar polarização marxista do Nos Contra Eles) que eventualmente interesse aos… Leia mais >>
Marcio
Visitante

Rogério
Acho que não.
Xiita não gosta de sunita e acabou. Começou mil anos atrás durante aquele jantar , no qual, um dos lados decapitou todos os convidados do outro. De lá pra cá, só piorou.

Novocredo
Visitante

Errado. O Irã se alternou. Durante o stalinismo temia a Rússia. Durante reinado do Sha era ligado ao ocidente, que foi a época que se iniciou o programa nuclear iraniano. Vários cientistas nucleares estudaram nos EUA.

José do Norte
Visitante

O problema é o seguinte: os ocidentais DEPENDEM do capital petrodolárico saudita, catariano, emirádico. A Ascensão do Irã afundará a Europa de vez e dará um alívio à Índia e China.

América do Sul está à deriva. Que bom. Não devemos nos meter em armadilhas anglosaxãs, mussulmanas, arianas ou chinesas.

Luis
Visitante
“A meta de Trump é isolar o Irã, revertendo o empenho do governo de Obama”. Não caiam nessa falácia! A meta de Trump é acabar com o “Estado Islâmico” e ponto. Trump precisa do apoio da Arábia Saudita e demais países árabes sunitas da região pra poder fazer isso. (… Leia mais >>
Ramos
Visitante
Luis, porque pelos fake news, no governo Obama, estes países eram lindas democracias, o pessoal dos direitos humanos, passeatas gays, mulheres nuas, desfilavam livres por Teerã, Riada, Islamabad, Emirados, etc., com a chegada do Trump, pronto, ele apoiou que sets regimes acabassem com isto. Iran democracia, que diga os cristãos… Leia mais >>
Novocredo
Visitante
Meu Deus. Existe igreja viva no Irã. Haja vista os templos armênios. Existem sinagogas também. Bem como zoroastristas. Obviamente existe cerceamento e punição a apostasia, o que é absurdo, mas o regime saudita é ainda pior. O mesmo vale para a condição da mulher. No meu ponto de vista o… Leia mais >>
José do Norte
Visitante

Isso é verdadeiro.

Ramos
Visitante
O que digo e que todas são ditaduras, acho que os zoroastrista nao concordam muito com você, vários estão nas prisões nórdicas iranianas. Os sunitas enfrentam eles com guerrilhas, atacam e fogem para o Paquistão, mais iranianos sabem, que paquistaneses, não são ocidentais. O cristianismo não tem nenhuma moleza, como… Leia mais >>
Carmem
Visitante

É isso aí. Proibido são os Bahais e os ateus.

Jorge Silva
Visitante

Já comentei aqui uma vez que o Trump, na Casa Branca, tem a delicadeza e a sutilidade de um gorila solto numa loja de cristais. Agora parece que o gorila está mexendo numa colméia de vespas (oriente médio). Boa sorte pra ele.

Guga
Visitante

A cristaleira foi quebrada pelo Bush e Obama.Pior não fica.

Guga
Visitante

Não entendo esses serviços de ´´inteligencia´´.

O terrorista vai e volta da Libia e ninguem faz nada,uma checagem,uma visita,nada.

Para grampear Trump,Merkel e etc são um espetaculo,a fina flor da tecnologia.

Gabrielxxx
Visitante
Ixe, parece que a nova tentativa de pegar Trump pelo seu apoio à arabia também não funcionou, o homem já está se recuperando novamente, sendo que, hoje, sua média nas pesquisas é de quase 41%. Com o crescimento econômico, mais o baixo desemprego, tic tac para uma nova lavada republicana… Leia mais >>
Guga
Visitante

E o balão Russia inflado por democratas e pela CNN está esvaziando-se.

José do Norte
Visitante

fake news?

Guga
Visitante

Mesmo que tivesse havido conluio com os russos isso não é crime nos EUA,portanto no impeachment.

Tambem não há provas de obstrução de justiça ate o momento.

Guga
Visitante
Marcio
Visitante

artiguinho muito parcial.
Poderia escrever um sobre cmo o Ira espalhou o terrorismo internacional. Mesmo sem o espetaculo do11 de setembro. Pergunte aos coitados sunitas iraquianos o que os iranianos fizeram com eles.

Guga
Visitante

Ele quis dizer que o terrorismo não é somente iraniano.

A diferença,no meu entender,é que o terrorismo iraniano faz parte da politica de estado enquanto o saudita está mais ligado ao radicalismo praticado por alguns sunitas.

José do Norte
Visitante

Guga, o terrorismo saudita faz parte do regime saudita, marginalmente, mas faz.

Guga
Visitante
Èeeehhhhh,mais ou menos,consultei e não achei muita coisa,parece que uns anos atras sim. Acho um tanto estranho um pais que abriga tropas americanas em seu territorio bancar o terrorismo em solo americano e europeu. Como estamos vendo terroristas existem de varias origens. Parece que a doutrina saudita produz mais terroristas.… Leia mais >>
Rogerio P.
Visitante

” terroristas existem de varias origens “ ..
..
meio metaforicamente, acima insinuei que o Cavalo de Tróia foi tipo um ato terrorista.

Se bobear, as 7 pragas do Egito também podem ter sido (terrorismo)

Guga
Visitante

Caio,voce levou ao pe da letra esta questão ignorancia x intelectuias.Se fizer umas perguntas geograficas especificas para Obama ou Hillary tambem vao vacilar.
Reagan tambem era meio ignorantao.

wpDiscuz
Close
SiteLock